quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Só o pó.

Olá, amigas, como vão?

Bem, eu vou mais ou menos. Desculpem, mas eu preciso resumir isso para alguém! E vai ser aqui:

1 - Fiquei, naquele dia do último post, até 4 horas da manhã estudando para o concurso. Estudei coisas dificílimas.
2 - Acordei cedo e fui fazer a prova. Como foi ridiculamente fácil para qualquer professora de Português, eu saí pensando que tinha ido bem, mas também extremamente irritada com o provável fato de que haveria muito empate, devido ao nível de "dificuldade".
3 - Não caiu praticamente NADA que fosse difícil. Quase NADA da legislação indicada no edital, para estudar. Isso porque eu cheguei a estudar uma lei CONTÁBIL - complicadíssima - a respeito de um fundo educacional de abrangência nacional - chamado FUNDEB, para quem não sabe. E caíram coisas IDIOTAS para professores de Português responderem. Ou seja, houve um nivelamento por baixo. Nada menos
4 - Para piorar, na escola onde eu trabalho, está o maior clima de fofoquinhas, de quem acertou e errou o quê. Uma fofoca chata com o meu nome, sem que eu sequer sonhasse com o que estava acontecendo. (E, para "ajudar", minha mãe meio que culpa, dizendo que é porque eu fiquei dizendo que a prova estava muito fácil. Mas esse foi o comentário absolutamente GERAL. )

Isso tudo mais o estresse que eu vinha passando, o cansaço e a ansiedade QUASE me derrubarem literalmente. Emocionalmente me derrubaram, sim. Acumulou tudo, sabem? Fiquei num estresse, num nervoso... Daquele tipo que você não consegue dormir nem estando esgotada, sabem? Não sei se alguém já passou por isso, mas eu, sim. Ou então, eu estava dormindo DEMAIS; sonos restauradores, sim, mas dos quais eu não levantava animada.

Enfim, perdi o ânimo e a vontade de fazer um monte de coisas que eu tinha planejado. VOLTEI a comer AUTOMATICAMENTE por ANSIEDADE, por não me sentir no controle.

Hoje, não vou esconder, eu cheguei da escola tão arrasada, depois de conferir minha pontuação segundo o gabarito oficial, que eu fui ao supermercado para comprar mousse de chocolate e uma bebida láctea tipo Toddynho. Gente, tá difícil... E também não estou com a mínima vontade de retomar a academia.

Eu sinto que estou deixando para trás a pessoa melhorada que voltou da França, menos de um mês atrás. Cheia de planos, de ideias, sentindo-se no controle. Fui no psicólogo - faço terapia regularmente -, e ele me disse para separar as coisas, que eu voltei a comer muito porque, no fundo, eu queria - ele não falou de forma grosseira. E eu não acho isso, não. Foi por estresse mesmo.
Ai, e para "coroar", amanhã logo cedo, eu vou ter que ficar atrás da empresa organizadora do concurso, da comissão do concurso, etc, para ter acesso à prova e ver se o gabarito oficial "bate". E, claro, para isso eu terei de ficar atrás, como se eu estivesse pedindo esmola, como se eu fosse uma mendiga, para conseguir tudo isso. E na melhor das opções, porque, na pior, ainda terei de entrar com recurso. Afff ¬¬... Amigas, sei que vou sair dessa e estarei bem um dia. Mas espero que não demore muito.

Torçam por mim.

Um abraço a todas (quem está precisando de abraço sou eu...).


7 comentários:

Sassá disse...

Owww amigaa, não fica assimmm!

Eu já cheguei nesse estágio de esgotamento que você tá falando esse ano e sei como a sensação é ruim. Saí descontando tudo na comida e me sentia pior ainda, uma bola.

Levanta a poeiraa, amigaa!! Nem sempre as coisas saem como a gente espera... Cuida de você que você merece!!

Beijinhoss!!

Ritona disse...

Ei, tô passando aki pra conhecer seu cantinho... gostei! Olha só, eu tb já fiquei no limite da razão... no limite de não conseguir ter forças para nada... mas isso passa (apesar de que estou quase lá outra vez ...hehehe).
Espero que dê tudo certo com o gabarito. Bjo e força

Ana Maria disse...

Entendo bem como vc se sente. Eu também ando em uma fase complicada e não paro de comer.

De qualquer forma, mesmo que não seja nesse, os estudos ficam como experiência para o próximo.

Ludimila disse...

Páaaaaara tudo!
Minha félhaaa...não fica assim. Vc tem capacidade, vc tem determinação. Existe tempo pra tudo, embora essa frase irrite muito a gente quando não vemos saída. òhhh...não se culpe tanto pelas jacadas. É um momento difícil e estressante, mas em relação a academia (por experiência própria) vai te ajudar a desestressar, viu?
Vai lá, sua bastante, toma bastante água, volta pra casa, toma aquele banho gostoso e descansa!
Desejo melhoras!
=D

Debora disse...

Sinta-se abraçada por mim. Isso logo passa, acredite!

Tetê disse...

Minha amiga... não se entrega! Você já mostrou que é forte, que é capaz. Os obstáculos são para serem vencidos e não para nos derrubar! Não entra nessa de horror não! Eu também quando estou muito cansada ou tensa não consigo dormir! É uma luta. Esse seu abraço será retibuído por todos que gostam de você e você estará recebendo milhões de abraços! Fica com Deus! Bjks Tetê

Ana disse...

eu te entendo. eu ainda nao trabalho, mas ouço muitos comentários assim tb, tb estou na fase de concursos, concursos e mais concursos, e a comparação alhei com a nossa nota é inevitavel! mas vamos q vamos ne! bjssssssssss