terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Pensar mais positivo... até chegar ao ápice!

Olá, amigas! Como estão? Espero que bem.

EU MELHOREI DESDE O ÚLTIMO POST. Eu só desejo não estar passando por um gangorra emocional! Porque eu fiquei mal, depois melhor, depois pior, e agora estou bem. Às vezes, me dá um sono, do nada! Sei que isso é sintoma de depressão, mas já estou vendo isso com o meu médico.

Obrigada a todas pelas mensagens! Tetê, adorei a ideia que você deixou nos comentários. Vou até transcrevê-la aqui, como inspiração:

Eu, quando começo a achar que "a vida é uma droga, que tudo dá errado, que eu só faço bobagem", eu pego uma folha de papel pautada, dobro ao meio no sentido ao comprido. Numa coluna eu escrevo as coisas ruins que estão acontecendo, que estão me chateando. Na outra coluna, eu escrevo as coisas boas, as bençãos recebidas. Acredite: sempre me surpreendo pois as coisas positivas ultrapassam as negativas!

Obrigada! Quando estiver bem mal, vou tentar, sim.

Tenho muitas coisas a fazer... Já sei, o remédio é: FAÇA. Estou fazendo. Mas não deixa de ser bastante aborrecido ter de passar MAIS alguns dias estudando como uma louca. Eu tenho um concurso domingo, mais importante ainda do que o outro, mas estou desanimada porque acho que não vou passar. Uma, porque tem muitos concorrentes. Duas, porque haverá uma prova de títulos e eu tenho poucos. Três, porque há bastante matéria e pouco tempo para rever tudo.

O certo é eu me decidir AGORA se presto ou não presto, em vez de ficar sofrendo e enrolando para começar a estudar. E eu vou prestar pura e simplesmente porque gosto de levar as coisas até o fim! Não sou de desistir. No fundo, nem acho minhas chances assim tão ínfimas. O problema é me jogar nos estudos agora. Mas qual é o problema nisso, de verdade, né? Apenas a preguiça. E eu queria um tempo para me divertir no final-de-semana, MAS é apenas UM final-de-semana em que eu passarei estudando e fazendo a prova. Posso me divertir em outros e nas férias.

As fofocas no meu trabalho (aparentemente) passaram. Um aborrecimento de um lado, algum estresse de outro, mas tudo voltou ao normal (e devo repetir: aparentemente). Nem sei mais por que eu ainda me espanto com a mesquinhez das pessoas ¬¬. E eu também não devo mais subestimar a FALTA DO QUE FAZER de alguns seres.

Ontem, depois de escrever aquele post, tomei um banho de sal grosso e retomei os preparativos das aulas desta semana, elaborei todas as provas que deveria... Tudo isso me reergueu, me tirou daquele marasmo. Agora, eu preciso perder o quase pânico de estudar e COMEÇAR - já comecei, na verdade - a estudar direito, com bastante disciplina, sem interrupções.

É isso, amigas.
Alimentação: normal, sem exageros.
Academia: nada.
Esta semana: algums decisões a tomar e tarefas a fazer, além dos estudos.
Semana que vem: quase férias = muita liberdade.

Beijos!


5 comentários:

Ludimila disse...

Minha querida, pega leve com esse negócio de concurso. É que, como estudo direito, conheço várias pessoas que se debruçam em estudos para concursos há anos. E óhhh, a maioria delas fica constantemente nessa gangorra emocional que vc citou. A melhor saída é a disciplina mesmo. Vc determina quantas horas vai estudar e até as horas de descanso, lazer. Porque do contrário, meu amor, vc vai ter um pirirí se continuar essa pilha de nervos.
bjo!

Debora disse...

Eu vou aproveitar esse comentário pra mim tbm rs....

Lembrei de vc no debate do Hamlet sabia? Sei lá pq! Foi mto legal, até já estou gostando um pouquinho mais :D

Bjo

Lua disse...

Olá, amiga!
Estou começando esta batalha dos concurso públicos, mas olha, faz sim o de domingo, eu acredito que quanto mais concurso a gente faz mais chega perto da gente passar, digo isto pq se a gente tem disciplina e tem o hábito de todo dia dar uma estudadinha, a gente vai fazendo as provas e vai vendo o que cai, o que cada organizadora cobra, vai com calma, a gente consegue.

Tetê disse...

Que bom que você gostou daquela idéia. Quando você experimentar fazer vai ver que é uma beleza! Eu até já tentei me disciplinar para fazer todos os dias antes de deitar, mas a correria do dia a dia é um problema... não tem disciplina que resista! Fique bem! Bjks Tetê

Sassá disse...

Meninaa, concurso é uma poupança. Você vai guardando créditos, de repente, é chamada em um, quando menos espera. Não desista e não se desespere! Boa sorte!
Beijinhoss!