quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

TPM psicológica? Passou...

Olá, amigas, tudo bem com vocês? Então, aquele desânimo do último post melhorou. Acho que eu estava com uma TPM psicológica, hehehe.

Comecei no meu novo trabalho... Sendo bem franca, eu não gostei das minhas funções no primeiro dia. Mas hoje achei melhor. Enfim, estou me adaptando. Espero que dias melhores venham. O que é certeza é que eu não posso me acomodar lá, de jeito nenhum.

Com essa história de mudar de emprego, vou almoçar fora todos os dias. Acreditem, estou feliz com isso. Por razões que não vem ao caso mencionar, a qualidade, digamos, gastronônima das refeições aqui na minha casa está MUITO a desejar, para não dizer ruim mesmo. Já me estressei muito por isso, pontanto comer fora é uma boa perspectiva.

Mas concluí que eu devo me policiar para não abusar, né? O estímulo é grande. Claro que - para variar - devo refletir sobre isso, hehe, como é do meu feitio. Um dos itens a que eu devo ficar atenta é não comer salada com maionese todos os dias.

Quando eu me alimento bem, com comida de verdade, eu acabo não descambando muito nas besteiras... Como menos lanche, menos chocolate, menos muita bobagem. Mas veremos.

Ah! Meu namorado propôs que não comêssemos muitas besteiras - lanches e chocolates, sobretudo - até que cada um de nós emagrecesse uns 6 quilos. Achei legal a ideia e, em geral, tem dado certo.

Amanhã me pesarei e refletirei!

---
Amigas, desejo a todas um excelente Natal e muita paz de espírito nos próximos dias, principalmente. Um abraço a todas!

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Uma nota

Não gosto de ficar reclamando, acho que isso atrai coisas ruins. Mas estou cansada... E amanhã tenho que dirigir por duas horas.

E principalmente, o pior é que: praticamente tudo deu errado na semana passada ¬¬ =/ :(.

Às vezes a gente se cansa, né?

:*.

domingo, 12 de dezembro de 2010

Me jogando e hora de pesar as prioridades

Oi, queridas, tudo bem?

Eu não poderia deixar de iniciar este post agradecendo a TODAS as que me parabenizaram pelo meu concurso! Obrigada mesmo a todas! É muito bom receber mensagens do tipo "você merece" - coisa que eu, felizmente, recebi muito devido aos últimos acontecimentos profissionais na minha vida. Agradeço mesmo e desejo em dobro para vocês! :)

---
Alimentação: caos! Motivo: estresse e ansiedade. Acreditem, não é desculpa para boi dormir. Me joguei FORTE nas orgias alimentares, como se não houvesse amanhã. Alguns eventos para vocês terem uma ideia da falta de freios: cheguei a enjoar de ir ao McDonald's; cheguei quase aos 70 quilos - recorde desde 1998; cheguei a comer mesmo, sem vergonha na cara, quando estava muito esgotada emocionalmente.

Olhem, cheguei a pensar que essa questão de alimentação era o pior problema da minha vida! E não sabia o que fazer, por onde começar, não tinha paciência... Agora, estou mais calma, mas também não cheguei a tomar nenhuma atitude concreta e muito eficiente para melhorar...

---
Nos próximos dias, minha vida será um, digamos, jogo em que os passos e o tempo serão rigorosamente cronometrados. Além das obrigações normais, devo fazer planejamentos, sabem? ¬¬ Tipo, definir prioridades, calcular tempo, variáveis externas (taí o problema).

Tô preparando o meu espírito para tanta correria e tanta angústia. Será que isso está certo? Será que não deveria ter uma atitude mais positiva, otimista, tranquila, mais leve?

Serei bem franca: nem deveria reclamar tanto, porque, em geral, as coisas na minha vida dão certo mais cedo ou mais tarde. MAS DÃO UM TRABALHO, UM DESGASTE, UM ESGOTAMENTO! Eu gostaria que elas dessem certo sem que eu tivesse TANTA dor de cabeça #desculpe-sou-iludida. Mas, vai saber, né? Talvez eu não me dê conta do que dá certo "naturalmente", sem muito "matar um leão por dia" da minha parte.

---
Enfim, é isso: sentar, escrever uma listinha de prioridades, ter em mente os ensinamentos que os erros do passado trouxeram, TER FÉ, e chegar lá!

Um abraço!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Minha vida é ou não é uma novela?

Olá, amigas, como vão? Por aqui, tudo certo.

Lembram-se do post meio que de autocomiseração que eu escrevi anteriormente, falando que o meu percurso profissional neste ano? Que estava bem a trancos e barrancos, com mais altos do que baixos? ACREDITEM: dois dias depois eu recebi um telefonema falando que eu tinha sido nomeada para um concurso que eu prestei há três anos!!!! Calculem!!! Mudarei de área de atuação, meu salário dobrará e não precisarei mais conviver com as bruxas daquela escola! HAHAHAHAHA, minha vida parece uma novela, uma montanha-russa!

Já fiz todos os exames admissionais, fui conhecer o lugar onde vou trabalhar, o chefe permitiu que eu encerre o ano letivo na escola... Enfim! Tudo ótimo, tudo muito tranquilo!

Sabem, eu levei muito tapa na cara e muita rasteira neste ano lá na escola. E até sei que quem me passou a perna, digamos, percebeu que se rebaixou, porque eles me cumprimentam, tentam puxar assunto, mesmo sem eu dar trela, sem eu responder! Agora, sinto que estou saindo pela porta da frente. Nem contei a novidade para muitas pessoas e ainda pedi para guardarem segredo, porque, né, inveja e olho gordo são a regra lá.

E são tão medíocres que eu tenho certeza de que vão me olhar e me tratar diferente por causa do meu novo trabalho, por causa do status... Nessas horas, eu penso como, para muitas pessoas, é conveniente e fácil humilhar quem não está numa situação muito favorável, como eu ja estive naquela escola... E quando a coisa muda de figura?

Enfim, isso é só uma observação. Minha vitória é minha vitória, méritos meus - modéstia à parte -, sem apadrinhamento de ninguém, é até mais do que "um dia da caça, outro do caçador". Nem quero comprometer minha tranquilidade atual quanto a assuntos profissionais por causa desse pessoal mesquinho, do que eles vão pensar, etc, se eu devo falar ou não. Estou bastante tranquila quanto ao novo trabalho, nem um pouco ansiosa, de verdade.

---
Quanto ao emagrecimento, amigas, confesso que estou bastante decepcionada. Realmente diminuí a quantidade de comida e de bobagens que eu como, mas isso em NADA se refletiu no peso. Sério, eu até larguei mão por uns dias. Meu namorado diz que pode ser que eu só tenha a impressão de estar comendo menos, mas não estou. Talvez... Acho que vou começar a fazer um diário de alimentação /saco.

Além disso, tô me sentindo bastante gorda e desengonçada o.O. Credo, que imagem feia, né? Mas sério: estou me sentindo flácida e c om gordura localizada, principalmente no abdômen e nos culotes ¬¬. Eu estou com a necessidade de fazer exercícios para modelar o corpo. Tenho que tomar ânimo e fazer, porque, quando a gente quer, a gente faz.

Mas, né, nem posso reclamar da vida por causa disso. Tudo se resolvendo, felizmente.

---

Um beijo, amigas, boa semana!

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Dar valor, DE VERDADE

Olá, amigas, tudo bem? Desculpem a ausência. E obrigada pelos comentários no último post, em que eu falei sobre o aluno que riscou meu carro... Esse problema, nesse mês, ainda me deu bastante dor de cabeça e pano para manga para discussões e conversinhas no trabalho. Concluí que é nos momentos de crise que a falta de competência das pessoas fica mais gritante, não é? Bom, mas depois de alguns dias de sofrimento, de prejuízo emocional mesmo, esse problema meio que se encerrou - no meu cotidiano, ao menos, não na justiça.

De mais a mais, eu gostaria de falar que as coisas estão bem, mas não estão muito. Estão, no máximo, bem mais ou menos.

Nossa, eu não gosto de falar que tal ano foi um ano perdido, ainda mais quando o ano ainda nem acabou. Mas, olha, tanta coisa deu tão errado na minha vida profissional em 2010 que eu tô quase jogando a toalha e admitindo: "2010 está zicado". MISERICÓRDIA! Ou eu estou muito zen e aprendendo a lidar melhor com as perdas, ou eu verei uma cega resignada, que se conforma com as coisas erradas e nem sofre mais. Nossa, viu... E 2009 não foi nem uma maravilha, pelo contrário.

Estou meio sem direção, sabem? Mas, pelo menos, estou aprendendo bastante com meus erros...

---
Bom, quanto à alimentação, estava um caos, especialmente na época em que o problema do carro estava em seu auge. Mas, aí, no começo do mês, quando recebi a fatura de um dos cartões de crédito, me deu um "click". Eu sou do tipo de pessoa que tem "clicks", momentos de percepção do "nada". O que eu me dei conta foi que eu gasto um monte de dinheiro com remédios para depressão e para controlar o apetite (nada muito pesado) e depois não dou valor, porque também acabo torrando dinheiro em lanchonetes e supermercado, comprando junkie food e guloseimas. Assim, que contraditório, não é mesmo?

Isso sem falar no outro tanto que eu gasto em cosmésticos, cremes redutores, para estrias e celulite, em esmaltes, em produtos capilares. Para quê, se depois eu sou relapsa para usar? Enfim, tenho MESMO refletido, no meu dia-a-dia, sobre dar valor às coisas.

---

Hoje de manhã, pesei-me e o resultado foi: 66,6 kg e 36,6% de taxa de gordura. Bastante, né? Porém, para vocês terem uma ideia, eu estou maneirando de verdade na alimentação faz alguns dias. Imaginem quando eu não estava, para quanto foi o meu peso... (Não me peso faz um tempo, não sei a resposta.)
---

Bom, amigas, é isso. Tô reorganizando a minha vida.

Um beijo!


quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Bola pra frente

Oi, amigas, tudo bem? Por aqui, alguns estresses...

Lembram-se de que eu falei de um aluno que estava me dando trabalho, respondendo feio, etc, e que eu estava com medo de que o diretor não fizesse nada? Pois é, erro meu. O diretor fez: chamou a mãe, conversou com ela - que "passa a mão" na cabeça do menino. Não deu dois dias, o menino voltou a aprontar novamente, respondendo e sendo agressivo com absolutamente todos os colaboradores da escola (diretores, coordenadores, professores). Aí deu mãe de novo, reunião com todos os envolvidos, Conselho Tutelar. Acreditem: no dia seguinte, o menino, que estava suspenso, foi até a escola apenas para riscar meu carro!!! E riscou feio, tipo toda a porta, escrevendo um palavrão... Ele agiu junto com outro aluno meu, também com problemas de disciplina.

Aí vocês imaginam todo o estresse que eu tive que passar depois, né? Ir à delagacia registrar boletim de ocorrência, encarar mãe que não admite os erros do filho de 11 anos, pensar nos modos de solucionar a questão, ouvir todas as opiniões, ficar estressada pensando nas hipóteses de retaliação desses meninos, levar carro para arrumar, depender de mãe para me locomover, levar provas na delegacia, aguentar supervisora com cara feia porque eu contei para os outros a história de ter que resolver a questão sozinha na delegacia...

Enfim, fiquei muito preocupada e agoniada nos últimos dias... Hoje até tive dor de cabeça e transpirava de ansiedade (odeio!!!). Aí, encontrei a supervisora com aquela cara "simpática" e aí que fiquei mais chateada, sabem? Porque lá onde eu trabalho, é uma fofocaiada só... Deve ter acontecido alguma distorsão das minhas palavras... Isso sempre é estressante. Mas não é o fim do mundo.

Conversando agora há pouco com meu namorado, ele me deu o conselho que dá título a este post: Bola pra frente. Não posso ficar mais um tempão da minha vida estressadíssima por causa desse evento. Vou resolver, ser ressarcida dos meus prejuízos materiais (vou mesmo!) e vamos lá...

---
Quanto à alimentação: apesar de eu ter me desapegado do chocolate, percebi que comecei a consumir muita gordura!

Nos últimos dias, a alimentação foi meio deficitária... Mas não abusei horrores, não.

Peso de hoje: 65,5 kg. Taxa de gordura: 35,3%.

---
É isso, amigas. Torçam por mim.

Beijos!

sábado, 11 de setembro de 2010

Juro dizer a verdade, nada mais do que a verdade...

...ainda que tudo o que eu disser seja eventualmente usado contra mim.

Bem, dei umas boas escorregadas na alimentação. Do tipo de comer um monte de chocolate antes de dormir e ficar com dor de estômago. Tenho vergonha de contar isso, pois eu sei que quem costuma ler o blog tem a impressão que eu dou um passo para frente e outro para trás.

Realmente a compulsão por chocolate é controlada desde que eu não tenha acesso a ele ¬¬. Tinha até decidido que a minha cota máxima seria a de uma barra e de um chocolate "normal" por semana. Porém, nos últimos dias, minha mãe comprou mais do que isso e aí já viram, né?

Pesei ontem e estou com 66kg! Mais do que isso é MAIS DO QUE DEMAIS!

Enfim, mas vou indo. A minha vida não, digamos, acabou pelo aumento de peso, etc, nem eu me descontrolei ou me desanimei.

---
Ontem, foi um dia meio chato porque eu tive um problema com um aluno em classe. Detalhe: e foi nos últimos minutos da última aula na sexta-feira! Olha, não que o fato tenha super me abalado, estou me acostumando com aluno me xingando e tals, nem me choco, acreditem. Mas, hoje à tarde, eu estava pensando sobre o ocorrido e me dei conta de eu acho que o imbecil do diretor não fez nada com o aluno. Tipo não chamou os pais, não deu suspensão, nem nada. E segunda-feira, o menino estará lá normalmente, como se nada tivesse acontecido. Vejam bem, eu não fico com ódio eterno de aluno, de criança, por causa de comportamento, mas esse tipo de atitude não pode passar batida. Estou vendo que eu meio que vou ter que criar caso com o diretor por causa disso - tipo de coisa que eu não gosto de fazer... Enfim, decidi não me estressar no sábado por essa questão. (Só na segunda, afff...)

Mas vejam como são as coisas: aí, hoje também, mais tarde, DOIS alunos me deixaram recados no orkut, escrevendo literalmente que eu era a melhor professora do mundo para eles :). Fiquei muito feliz!

---
É isso por hoje, amigas.

Beijos, bom domingo!

terça-feira, 7 de setembro de 2010

"Santo" feriado...

Olá, amigas, tudo bem?

Penso em escrever aqui TODOS OS DIAS, juro! Leio os blogs de vocês constantemente - principalmente, porque tenho uma conta no Google Reader, um aplicativo pelo qual você pode ler todos os posts dos blogs que você cadastrar; eu sou viciada nisso! Mas, sei lá, falta um incentivo, sabem? Não sei, acho o editor do blogger tão DESestimulante e meus assuntos um "pouco" repetitivos. Talvez seja o caso de eu começar a escrever posts frequentes, mas curtos. Qual é o problema, né?

Mas, enfim...

Nos últimos dias, as coisas deram uma melhorada! Meu desânimo com, tipo assim, a VIDA foi embora, estou mais disposta. Semana passada, pesei-me e emagreci 1,3 kg. Depois disso, não quis mais subir na balança. Não tive muita coragem. Mas nem foi porque eu abusei, pelo contrário. Eu dei uma BOA maneirada no, acreditem!, chocolate. Tipo, cortei mesmo, praticamente não comprei mais, para não cair em tentação.

Não estou cumprindo o planejamento alimentar de que falei algum tempo atrás, porque percebi que engordei com ele. Eu ainda pretendo refletir sobre como posso organizar minha alimentação, com base naquele plano mesmo. Mas mais por uma questão de saúde.

Também estou sentindo a necessidade de movimentar o corpo e - acreditem mais um vez! - talvez, repito talvez, voltar à academia. Ou, então, fazer uma lipo. Estou me saturando desta insatisfação com os meus quadris, sabem? Veremos...

Ah, outra ÓTIMA notícia é que eu estou me dedicando para dormir e acordar mais cedo. Isso é realmente uma mudança na minha vida. O objetivo é poder aproveitar mais o dia. Eu produzo à noite e tals, mas o dia é melhor, claro.

É isso, amigas. Não foi, literalmente, um feriado santo, mas para o meu coraçãozinho estressado foi abençoado, hehehe.

Beijos!

domingo, 29 de agosto de 2010

Na ascensão

Oi, amigas, tudo bem?

Eu não estou 100%. Poderia estar melhor. Estou meio desanimada... Sabe quando, digamos, vc ganha um prêmio e só vai buscá-lo no último dia do prazo? Pois é, tô me sentindo assim.

Nessa semana que passou, tive alguns estresses e uma coisa bem grandiosa, felizmente.

Comecemos pelas más: problemas com alunos, que me fizeram perder a voz e ficar doente, com a garganta irritada/inflamada... Bom, meio que perdi a semana por causa desse marasmo.

Comi bastante também.

Tô me sentindo tão gorda que as roupas parecem que nem estão servindo mais. Enfim, dei uma cortada em certos alimentos. Senão, eu vou engordar DEMAIS. E isso NÃO pode. Vocês sabem... Vira uma bola de neve.

O lado bom: Estou quase no ponto de mudar de emprego, de ÁREA profissional \o/! Eu sou bastante reclamona, mas consegui/ganhei muita coisa boa neste ano!

Bem, essas são as novidades.

O que eu sei que devo fazer é me concentrar nos aspectos positivos. E sei também que PRECISO de mais energia!

É isso! Conversamos mais ao longo da semana.

Beijos!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Agosto: um mês muito longo.

Olá, amigas, tudo bem? Por aqui, as coisas estão indo.

A crise de depressão foi apenas uma crise mesmo, já passou. Porém, na última semana, aconteceram coisas estressantes:
- fiz uma viagem do tipo "bate-e-volta", a trabalho. Ou seja, viajei a noite toda, de ônibus, fiquei na cidade o dia inteiro e depois retornei, chegando em casa de madrugada.

- o pai de um amigo meu morreu, aos 52 anos. Muito triste.

- uma tia minha, já idosa, também morreu.
:(

- querelas com o namorado.
- um relatório acadêmico chatinho.

Olha, sinceramente, eu estou meio cansada até hoje. Segunda-feira, eu estava esgotada.

Mas vamos levando.

---
Bem... Duas semanas atrás, depois de fazer quase tudo certinho quanto ao meu planejamento, pesei-me e vi que estava mais ou menos um quilo mais "gorda". Na hora, claro, me abalei, mas depois me acalmei. Uns dias depois, o peso voltou a baixar, novamente, mais ou menos, um quilo.

Desde a semana passada, não estou muito preocupada com alimentação, fui ao Mc Donald's duas vezes - confesso -, comi bastante chocolate... Hoje, eu me pesei... Estava até com medo do resultado... Enfim, deu que estou com 66,3kg e 34,5% de taxa de gordura.

Olha, reconheço que estou sentindo o peso - olha o trocadilho - de ter engordado... Estou notando as roupas mais apertadas, eu me sentindo flácida... Mas não me desespero. Vou avaliar a situação e ver o que eu posso fazer.

---
Mas algumas mudanças positivas:
- nitidamente, o volume de comida que eu ando ingerindo diminuiu.
- fui ao médico, conversei com ele e não estou mais tomando calmantes para dormir \o/. E o melhor: tô dormindo bem, até sonhando :).

---
Agosto é um mês muito longo, né? Depois de vários feriados até o meio do ano, a Copa do Mundo e as férias de julho, um mês inteirinho sem nenhuma pausa é muita pressão psicológica para mim, hahaha. Sem contar, que é o mês de pagar as dívidas das férias, né ¬¬...

Mas é isso, amigos. Espero que no próximo post, eu esteja mais animada.

Beijos!

domingo, 1 de agosto de 2010

Crise passageira de depressão

Olá, amigos, tudo bem? Espero que sim. Nem sei por onde começar.

Aquelas medidas que eu tracei no último post têm sido cumpridas. Não tive nenhuma variação exraordinária de peso de uma semana para outra - apenas 300 gramas-, mas ainda pretendo seguir seguir essas diretrizes, por enquanto.

Vou fazer um balanço aqui do que eu devo fazer e do que eu fiz, diariamente:

A - Cumpri tudo direitinho:
1- Tomar bastante água.
2 - Consumir dois tipos de fruta na forma pura, de suco, iogurte ou geleia.
3 - Folhas verdes em ao menos uma refeição.
6 - Mastigando devagar.
7 -Ingerir comida mesmo à noite, em vez de lanches .

B - Cumpri mais ou menos:
5 - No máximo, duas porções de doce por dia.
Observações: tinha dia que eu comia mais de duas, por besteira, tipo ficar beliscando bolacha com recheio.
8 - Controlar o chocolate.
Observações: Um ou outro dia, eu extrapolei, mas melhorou DEMAIS em relação aos últimos tempos.

C - NÃO cumpri:
9 - Planejar minhas refeições do dia seguinte.
Observações: eu não fiz porque não fiz.
4 - Refrigerante apenas na versão zero ou light.
Observações: não fiz porque esqueci de comprar refrigerante em versão light. Ai, eu detesto refrigerante de garrafa pet! E se eu comprar latas, é demais também. Bom, mas vou ver.

---
Segunda-feira, depois de escrever o último post, eu fiquei bem para baixo. Não quis tomar um remédio que eu uso para dormir, para ver o que que dava. E o que que deu? Só consegui pegar no sono umas 4 da manhã e tinha de levantar cedo. Eu fiquei PÉSSIMA de cansaço durante toda a terça-feira. Na quarta, eu descansei, depois fui à terapia e foi uma deprê só. Fiquei mal à noite, triste...

Na quinta-feira cedo, voltei à terapia - já tinha até marcado -, e fiquei pior ainda devido a algumas coisas que têm vindo à tona. Fiquei MUITO triste, chorei bastante, fiquei com aquele sentimento de indecisão, etc. Mas depois melhorei. Na verdade, eu acho que tive uma crise de depressão de terça até quinta. Bom, vou colocar o dedo na ferida até resolver de vez essas questões que me afligem.

---
Na mesma segunda-feira, também depois de escrever o post, eu tive um momento de compulsão alimentar, mas acho que é porque eu não estava conseguindo dormir. Veio-me à cabeça que eu não preciso ficar neurótica, afinal não preciso emagrecer correndo por causa de algum evento importante (viagem, formatura, etc).

A propósito: eu estou atrás de parar de tomar remédio para dormir. Desde o começo do ano, já diminuí - sob orientação médica - a dose pela metade. Pretendo parar de tomar até o final do ano. Nada contra, mas hoje eu não preciso mais. A questão é que meu organismo viciou...

---
Bom, é isso. Nada de diferente planejado, além das medidas que eu expus acima, dando atenção para o que eu não cumpri.

Beijos e boa semana!

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Se fosse fácil, não seria difícil.

Oi, meninas, tudo bem? Espero que sim. Eu vou bem.

Hoje, as aulas recomeçaram. Confesso que estava me sentindo PÉSSIMA por ter de voltar a conviver com duas pessoas chatíssimas do trabalho. Os alunos encapetados eram o de menos. Mas até que o dia não foi tão ruim quanto eu pensava: alunos não deram trabalho (porque foram poucos), a Pessoa Chata 1 até que está sendo simpática e a Pessoa Chata 2 (um MENTIROSO de primeira) ficou à distância (felizmente). Então, até tipo hoje (hehehe), está ok.

---
Eu resolvi mudar alguns hábitos alimentares... Uma resolução dessas tem muitas chances de ser efêmera, não é mesmo? Olha, eu própria reconheço isso e estou tocando o barco para ver o que acontece.

Houve três vezes na minha vida em que eu emagreci bastante sem me preocupar com dieta:
1ª vez: quando estava tomando remédio ansiolítico e antidepressivo. Emagreci uns 10 kg.
2ª vez: tive um problema pessoal muiiiito sério e simplesmente perdi o apetite. Emagreci uns 7 kg.
3ª vez: quando eu comecei a me preocupar mais com o sabor dos alimentos, a não comer "qualquer" coisa, a mastigar devagar. Emagreci uns 5 kg sem nenhum trauma. E a ansiedade estava bem controlada também nessa época.

Hoje em dia, não estou disposta a prestar atenção ao meu paladar, nem a controlar tanto a ansiedade. Autossabotagem, desleixo? Não sei, mas estou sendo franca (pelo menos)...

Então, enquanto não resolvo o "eterno" dilema entre comer bem até estar apenas saciada X prestar muita atenção aos meus hábitos alimentares, fico com a segunda opção. É uma briga entre tranquilidade como causa X controle (um pouco) repressor, entendem?

Assim, estou tomando as seguintes medidas, todos os dias:

1- Tomando bastante água.
2 - Dois tipos de fruta - na forma pura, de suco, iogurte ou geleia.
3 - Folhas verdes em ao menos uma refeição.
4 - Refrigerante apenas na versão zero ou light.
5 - No máximo, duas porções de doce por dia.
6 - Mastigando devagar.
7 -Ingerindo comida mesmo à noite, em vez de lanches - isso me faz comer menos!
8 - Controlando o chocolate: hoje mesmo já fui comprar uma barra de 500g, seguindo aquela revolucionária técnica para não comer muito chocolate.
9 - Planejando minhas refeições do dia seguinte.

Bom, não acredito que eu vá aguentar por muito tempo assim. A outra estratégia realmente revolucionária - a de controlar a ansiedade - é mais eficaz, mas bem mais difícil de colocar em prática. Então, eu estou fazendo assim até quando der.

---
Ontem, comecei a usar para valer um creme para melhorar a aparência das estrias. Daqui três meses, venho contar os resultados.

---
Fico por aqui.

Boa semana a todos!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Evoluções

Oi, amigos, tudo bem?

Já estou de volta da viagem, já gastei mais do que deveria, já retorno ao trabalho amanhã. Pois é.

Evolução na vida: bom, amigos, algumas mudanças estão para acontecer na minha vida, algumas mudanças SÉRIAS. Estou tentando entoar o mantra "não vou me abalar/ me preocupar agora", mas não está sendo muitíssimo eficiente. E eu tô com medo de ter feito e de ainda fazer escolhas estúpidas e/ou erradas. E, claro, estou preocupada, agoniada, meio insone, tentanto não repetir os mesmos erros.

No momento, não estou conversando com ninguém sobre essas coisas. Tenho vários amigos do peito, pessoas da família sábias e que se preocupam comigo, mas... Muitos deles são meio pirados e desequilibrados em algum aspecto e vão me dar opiniões nada a ver, acredito... Acho que devo pensar e decidir com a minha própria cabeça... Enfim, tô tocando o barco.

Evolução na alimentação: acreditem, não consumi muito chocolate nessa viagem \o/. Eu levei aqueles chocolates que comprei um dia antes (¬¬) e só fiquei naquilo. Apenas na volta eu comprei um chocolate dietético - eu gosto! - que é meio difícil de encontrar. Mas, sim, comi, pelo menos, um doce todos os dias. Ou, então, na hora que a vontade por doce apertava, eu comia uma fruta. Funcionava... Aliás, um lembrete a mim mesma: preciso incluir mais frutas na alimentação.

Mas essa de, numa viagem, não me matar de comer chocolate - e comida, em geral - é nova para mim. Não vou dizer que fui nota 10, mas também não foi menos do que 6,5 (hehehe, olha o décimo aí!)
---
Estou gostando de ler o livro Autoestima, do Lair de Ribeiro, do qual falei no post anterior. Comprei outro, da Louise Hay, sobre o mesmo tema. Quando terminar as leituras, falo sobre os dois.

---
Frase para encerrar o post: Pra que sofrer se nada é pra sempre?,
da música "Olhos Vermelhos", do Capital Inicial.

Beijos, amigos, final-de-semana chegando ^^!

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Viajando, lendo... E admirando o cabelo, hehehe.

Olá, amigos, tudo bem? Por aqui, tudo certo.

Viajei ontem e estou na casa de uns parentes. Está legal aqui, só que sempre fico com umas neuras - para variar... Mas esse é um padrão de comportamento que vou mudar. (Não vou dizer que vou
tentar mudar, vou chegar aos finalmentes mesmo.)

E por aqui, fora de casa, não estou me empanturrando, não - o que é um avanço, pois, quando não tenho nada para fazer, costumo comer ¬¬. E vou procurar diminuir mais ainda o volume de comida. Estou também me policiando para tomar mais água. Quando estou fora da minha rotina, não bebo muita água, ainda mais no frio.

Olha, sem pensar, eu até reclamaria do friozão que está fazendo... Porém, não dá para viver reclamando e passar o dia de mau humor por causa do tempo, deste clima frio! Ainda mais porque eu, na verdade, detesto é o calorão! Do inverno, não tenho nem devo reclamar. E também não vou me privar de nada por causa do frio! Não tem muito cabimento deixar de fazer o que tem vontade por pouca coisa.

---
Quanto àquele problema do chocolate, do último post, creio que o melhor, por enquanto, seja fazer aquela tática de comprar uma barra de 500g e comer um tabletinho por dia, por vergonha de comer mais, como falei nesse post aqui. A Dáfni também deu uma sugestão legal de estipular uma cota por um determinado tempo. Fico pensando de, para mim, quanto seria um tanto razoável para uns 3 dias...

---
Gente, eu AMEI o meu novo corte de cabelo. Ele estava comprido e agora está médio, meio quadradinho. Tô me sentindo a Lois Lane do Superman, sabem, hahaha?



Claro que na hora, logo em seguida ao corte, eu estranhei, né? Mas eu sempre estranho quando faço qualquer coisa no cabelo, acho que não fica legal... Mas adorei depois. Quando eu voltar para casa, eu tiro e posto uma foto.

Falando em cabelo, tô seriamente cogitando tingi-lo da cor natural e ficar um bom tempo sem mexer, nem fazer mechas. Será que eu consigo? :P

Ah, uma boa dica de esmalte: semana passada, eu estava usando o Prateado Metálico, da Colorama (uma foto aqui). Fez o maior sucesso e ficou muito bonito! Sabe quando você passa um esmalte e depois fica admirando suas próprias mãos? Hahaha, pois é.

---
Estou lendo um livro que comprei por acaso, anteontem: Autoestima - Aprendendo a Gostar Mais de Você, do, digamos, guru Lair Ribeiro. Obviamente, fala sobre amor próprio, incentiva a refletir e é interativo, com questões para serem respondidas no próprio livro. Até agora, estou gostando e levando a sério os exercícios - respondendo a todos e fazendo com seriedade (e não de qualquer jeito, na pressa).

---
Bom, amigos, fico por aqui, buscando ser feliz no dia-a-dia :).

Beijos e bom final-de-semana.

PS: amigos, mudei o tamanho da fonte, para maior. Se ficou muito grotesco no vídeo, por favor, me avisem.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Fra(n)queza - e persistência

Olá, amigos!

Mesmo depois do meu post de ontem - que ainda continua na minha mente - devo relatar aqui, nem que seja para mim mesma, o que aconteceu hoje, terça-feira.

Fui ao shopping e comi bastante. Eu até estava com fome, mas depois a gula começou.

EU TÔ COM ESSA HISTÓRIA DE COMPULSÃO ALIMENTAR NA MINHA CABEÇA, então parece que sempre tenho uma desculpa para me incentivar a comer além do normal. Tenho que reconhecer isso também.

Deixa eu esboçar mais ou menos o que foi meu dia:
- acordei tarde: férias, etc. Não me arrependo, mas perco muito do dia.
- fiquei só no café preto e bolachinhas porque ia tomar banho e lavar a cabeça.
- lavei e tals, fui cortar o cabelo e depois fui ao shopping.
- lá, eu comi um lanche natural com um refrigerante zero. E depois fui dar umas voltas.

Até aqui, ok. A questão toda foi que, antes de vir embora, eu comprei, PARA FAZER ESTOQUE E NÃO FICAR SEM:
- 1 barra de chocolate. Já havia comprado e terminado outra entre ontem e hoje.
- 1 tablete de chocolate Talento, que é extremamente calórico.
- 2 mousses de chocolate do Habib's.

Aí, pacabá de vez, a um passo de ir embora, resolvi parar no Bob's e comprar 1 batata pequena e 1 milk shake pequeno, porque eu calculei que irei ficar com fome de alguma coisa salgada.

---
Olha, não tem nem o que dizer... /JulianaDeSorocaba

Eu sinceramente me preocupo com a possibilidade de ficar sem chocolate. Eu vou viajar e resolvi já comprar algumas barras PARA LEVAR na viagem e não ter o trabalho de sair procurando por lá. Estou mais para pragmática ou para anormal?

---
Como eu disse, eu, conscientemente ou não, acabo pensando que tenho compulsão alimentar mesmo e essa mentalidade se torna uma catapulta para eu descambar mesmo.

Mas não pensem que sou uma sem-noção e não me preocupo, que escrevo ontem um post mais otimista e hoje faço tudo errado. Não... Como eu falei no início deste, as considerações do post de ontem ainda estão no "ar", na minha mente.


Eu venho refletindo sobre alimentação/exercícios constantemente. O que falta é sentar e resolver o que eu quero/posso/devo fazer. Porém, reconheço, que sempre tem uma desculpa, como "depois das férias, eu faço isso", etc...

---
Quando cheguei em casa, já estava bastante chateada, frustrada, me sentindo gorda, reparando no quanto estou com espinhas por causa do excesso de peso... Mas essas sensações ruins passaram porque eu levantei de debaixo das cobertas - apesar do frio, hehehe - e fui "desencantar" certas pendências. E também eu sei que, independentemente dos caminhos que eu escolha seguir quanto a alimentação/exercícios/boa forma, eu TENHO QUE SER PACIENTE. Porque nenhum fruto se dá de um dia para o outro.

---
E vamos fazer coisas mais legais, né? Como ajeitar as coisas para a viagem ;).

---

É isso, amigos. Apesar da minha viagem, nós continuaremos nos comunicando.

Um abraço!

PS: num próximo post, eu falo do meu novo corte de cabelo ;).

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Parece que eu nunca vou conseguir emagrecer

Olá, amigos! Espero que estejam bem.

Bem, algumas coisas sérias e importantes aconteceram nos últimos dias, bem como outras coisas mesquinhas e banais.

Minha energia deu uma caída, mas agora melhorou - não voltou com tudo ainda.

---
Enfim, eu estive, como sempre, refletindo acerca de alimentação, peso, etc. Sabem, semana passada, eu estava bastante conformada, resignada... Tipo "não vou passar as férias sofrendo e regulando a alimentação"; "não vou esperar emagrecer para comprar roupas novas"; "vou me conformar com o corpo que eu tenho, porque eu sou assim há uns bons 10 anos e, portanto, não vou mudar".

Conversei com uma pessoa a esse respeito e ela falou o que eu precisava escutar, ou seja, que eu também não posso me conformar assim e jogar a toalha. É verdade, essa pessoa está certa.

Na verdade, eu tenho que chegar a um acordo comigo mesma: acertar numa atividade física que me traga prazer e saúde. Sim, porque a minha massa muscular é muito "baixa", tenho que aumentar isso. Sabem, trocar massa gorda - gordura - por massa magra - músculos. Não pretendo ficar musculosa, etc e tal, mas sim com o corpo mais definido, mais saudável.

Lembrei agora que eu tenho aquele livro famoso, o Body For Life. Há também um volume da franquia específico para mulheres. Eu tenho o normal. Há certos princípios lá que eu não seguiria nunca, como acordar e fazer algum exercício sem ingerir nenhum alimento antes. Explico: eu já fiz isso, mas quase "morri". Não rola mesmo. De todo modo, vou desenterrá-lo do fundo de alguma estante e ver o que pode ser aproveitado de lá. Nem passa pela minha casa me matricular novamente na academia, porque não quero sair de casa para ter que me exercitar, muitos menos depois de chegar em casa do trabalho.

Quanto a não mais esperar emagrecer para comprar roupas novas, creio que tenha sido uma das melhores percepções que eu já tive na vida quanto corpo/forma/autoestima. Fui assim também por uns bons dez anos, só comprava roupa quando estava bem magra ou quando precisava (para viajar, por exemplo).

Quem já foi gordo entende, né? Quando se está acima do peso, é chatíssimo sair para comprar roupas: quando algo serve, a gente se espanta com os tamanhos, com a forma do corpo no provador, com a celulite, etc. Escrevendo e lendo assim, parece uma besteira até, uma neura.

---
O que eu quero dizer com isso tudo é que EU QUERO RELAXAR NO SENTIDO DE SER FELIZ TODOS OS DIAS A RESPEITO DO MEU CORPO, E NÃO RELAXAR NO SENTIDO DE ENTREGAR OS PONTOS E DESLEIXAR DE VEZ. Não quero viver infeliz e não realizada, incompleta, por causa de números na balança, mas também não quero me descuidar.

---
Mas é isso, amigos. Essas reflexões ainda não chegaram a uma conclusão definitiva, é todo um processo ainda :). Mesmo o título deste post é ainda um primeiro pensamento, não uma sentença definitiva.

---
Outra percepção dos últimos dias: eu estava meio deprê, pensando que não fiz tudo o que planejava para o primeiro semestre de 2010, como se o ano estivesse perdido. Mas questionemos: o tempo é relativo, sentir-se cansado pelo ano todo é uma questão de ponto de vista e 2010 ainda não acabou. Então, ânimo, levantar a cabeça, andar para frente e não olhar pra trás, nem pensar no passado (recente).

---
Hoje, segunda-feira, tive um nítido momento de compulsão alimentar, quando aconteceu umas chateações. Foi que foi, que passei no McDonald's sem estar com vontade, nem com fome; apenas por hábito. Bom, percebi o momento. Tenho agora que pensar em estratégias.

---
Beijos, amigos, boa semana!

domingo, 4 de julho de 2010

Mais disposta! E as Copas da minha vida

Oi, amigos, tudo bem? Comigo, sim.

Nos últimos dias, eu tenho me sentido super bem disposta, sabem? :D Sem aquela preguiça, aquele desânimo, aquele comodismo \o/. Isso é muiiito bom, porque eu só me lembro de ter sido assim num passado distantíssimo!

Com tanta disposição, eu tenho feito, além dos meus compromissos profissionais, aquelas atividades que a gente só deixa para as férias, como arrumar gavetas, fazer receitas, etc.

---
Quanto à alimentação, eu continuo maneirando. Estou comendo pouca comida, e o chocolate está controlado. Não deixei de consumir essa guloseima, mas parou aquela história de UMA BARRA POR DIA!

Eu emagreci pouco na semana passada: apenas meio quilo. Ou seja: estou com 64,4 kg. Mas vamos levando...

Ainda estou refletindo - mui lentamente, reconheço - sobre o que eu tenho de fazer na minha vida a respeito de alimentação, exercícios, etc.

---
Não tive tempo ainda de procurar informações sobre pilates!

Estou sentindo falta, FISICAMENTE, de praticar exercícios. Tô me sentindo inchada, com culotes, gordura localizada... Vou tomar uma decisão sobre isso, direitinho.

---
Um selinho e um questionário interessantes: As Copas da Minha Vida.



As regras são:
1) Linkar quem te indicou: Tetê, do blog Sem Neuras.
2) Indicar o número de Copas que viveu para as amigas. Exemplo, se viveu 05 Copas, indicar 05 amigas: Indico a brincadeira para quem quiser fazer ;).
3) Qual o ano que nasceu e quais Copas do mundo você viveu e como estava naquela época? Eu nasci no final de 1983 e vivi, portanto, 5 copas.

1ª Copa - 1986: eu tinha 2 anos. Não me lembro dessa época :D.

2ª Copa - 1990: eu tinha 6 anos. Duas coisas me marcaram: ver a Argentina jogar - não que eu admirasse o futebol deles, mas me lembro de vê-los nessa Copa, enquanto não lembro de ver o Brasil jogando; a minha mãe estava numa época de fazer almôndegas e a gente comia isso durante os jogos! Nunca mais ela foi de fazer essa carne.

3ª Copa - 1994: eu tinha 10 anos e foi a Copa mais emocionante ever! Eu me lembro de ter assistido a semifinal e a final na casa de uns parentes, com a enorme família reunida. Eu até tinha uma camiseta oficial da seleção. A final, para quem estava "lá", foi emocionante, ganhamos nos pênaltis! Depois, eu e meus familiares saímos pela cidade para comemorar. Foi a Copa da minha vida, sem dúvida!

4ª Copa - 1998: eu tinha 14 anos e estava na fase mais revoltada da minha vida! Nem ligava para a Copa, ficava na internet. Eu já lia muitos jornais e revistas nessa época e, assim, acompanhei as discussões sobre o mundial. Eu também estava gordíssima, semiobesa, no auge do meu peso - 70 e poucos quilos.

5ª Copa - 2002: foi aquela Copa do Japão e da Coreia do Sul, então, as pessoas acordavam de madrugada para assistir aos jogos. Eu não levantava (nem passava pela minha cabeça acordar no meio da noite para ver o Brasil jogar). A vitória do Brasil, pra mim, só foi ok. Eu estava com 18 anos.

6ª Copa - 2006: o que me marcou nesse torneio foi que era o comecinho do meu namoro e o meu namorado, depois de ser dispensado do trabalho nos dias de jogos, vinha para a minha casa e nós ficávamos juntos, conversando, namorando, nem assistíamos às partidas. Na final, eu estava na chácara de um amigo meu e torci para a França por causa do Zidane ;). Já estava com 22 anos.

7ª Copa- a atual: estou com 26 anos e o que me marcou, sinceramente, nesta copa foram as minhas folgas do trabalho, hahaha. Usei o tempo livre para fazer várias atividades. Sinceramente, eu não estava nem ligando para o Brasil, mas, depois, achei chato terem perdido e tals. Agora, estou torcendo para a Espanha, porque sou descendente ;).

De um modo geral, não fico fanática por futebol nem em épocas de Copa, pois eu sei que não se pode ganhar todas. Mas tenho certeza de que me animarei bastante para a Copa de 2014, já que será no Brasil e eu pretendo assistir ao vivo a alguns jogos! E claro que vou torcer para que o Brasil vença bonito!

---
É isso por hoje, amigos.

Uma ótima semana para todos!

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Direto da Copa do Mundo

Ou melhor: direto da hora da Copa do Mundo, hehehe. Não que eu absolutamente odeie, mas não faço questão, não gosto de me viciar. E essa história de as pessoas virarem AS patriotas apenas durante o mundial me incomoda. Então, aproveito as dispensas do trabalho por conta dos jogos como tempo livre mesmo. Eu estava corrigindo provas (ai!), estou agora aqui escrevendo e daqui a pouco vou dar uma arrumada no meu quarto , almoçar e... voltar para a escola (pois é, acreditem).

---
Ontem, eu me pesei e, apesar de ter feito algumas modificações na alimentação, meu peso não diminuiu em NADA. Bom, claro que não achei muito legal. Mas também pensei que eu não podia desanimar, que também não adiantava eu me empanturrar de comer por VINGANÇA (contra quem, né?).

Então, continuo dando uma contralada na alimentação e AINDA devo tirar um tempo para refletir sobre R.A. Eu prometi que faria isso até ontem, mas realmente não tive como.

Não tive tempo também para pesquisar sobre o pilates, mas da semana que vem não passa!
---
É isso por hoje, amigos!

Beijos e aproveitem o Copa (quem gostar) e o final-de-semana.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

E o comprometimento?

Olá, amigos, tudo bem?

Eu ia começar este post com uma piada infame... Mas calculei que é ser pejorativa comigo mesma, para sublimar os problemas que venho tendo com comida, nos últimos tempos...

Enfim, eu estou "bem" gorda: 64,7 kg, 35,9% de taxa de gordura. Sem palavras... Não vou falar nada para minimizar isso.

Quando me vi com este peso, na semana passada, decidi que emagreceria pelo menos um quilo até o final do mês... Claro que ainda desejo isso, mas, sendo bem realista, não estou comprometida com esta meta... Tipo: o que estou fazendo MESMO, calculadamente, para melhorar?

Paro por aqui, por hoje, quanto a este assunto, pois ainda tenho que refletir sobre tudo.

---
As questões na escola melhoraram. A Mírian me deu um conselho de ouro: não levar para o lado pessoal.

Olha, para ser sincera - e não hipócrita -, estou feliz por o semestre estar acabando e as férias estarem próximas. Tô meio cansada, claro...

---
Não voltei para a academia e não sei se volto. Mas sinto imensamente a falta DOS EFEITOS da musculação. Estou pensando em fazer pilates, pois fortalece a musculatura e é mais light. Verei sobre isso logo.

---
Ah, uma, ahn, digamos, dica...

Lembram-se que eu disse, uns dois posts atrás, que eu estava comendo uma barra de chocolate POR DIA? Pois, então... Semana passada, eu fiz uma coisa descarada, para desbundar mesmo a minha vontade por doce: comprei uma daquelas coberturas de chocolate ao leite, de 500g - leia-se "MEIO quilo"-, da Garoto!!! Tipo assim, aquela profissional, entendem?

Mas acreditam que isso tem feito eu comer menos chocolate? Explico: eu "ingeria" uma barra de chocolate de 180g de um dia para o outro numa boa, como quem come um tabletinho pequeno. Mas com a "barrona" de chocolate, eu manero e consumo apenas um "quadradinho" , porque eu tenho VERGONHA de comer mais!

E, como um "quadradinho" dessas barras são menores do que uma barra "normal" de chocolate, eu consumo menos calorias e acaba dando mais certo.

Apesar de meio grotesca, essa dica pode ser útil...

---
Eu revi minha lista de "101 coisas em 1001 dias"... Não cumpri muitos itens quanto ao lado profissional para os quais estipulei prazo. Mas não choro (muito) pelo leite derramado. A questão agora é repensar e refazer a lista. E FAZER ao que eu me propor...

Mas, num balanço geral, fiz e estou fazendo muita coisa pendente.

---
PROMETO que até quinta-feira, tirarei um tempo para refletir sobre a minha situação com comida, peso, saúde.

---
Mas, é isso, por ora, amigos.

Beijos e boa semana!

quarta-feira, 9 de junho de 2010

"Vulnerabilidade sócio-emocional"

Olá, amigos. Serei franca: por aqui, as coisas não estão muito legais.

Segunda e terça foram dias muito ruins para mim, na escola. Estou bastante desmotivada em dar aula, principalmente por causa da falta de educação e da alienação da maioria dos alunos. O tempo, os dias, o ano vão passando e tudo vai cansando, sabem?

E aí eu me sinto
incompetente, e isso me chateia, é claro. Eu sei que tenho motivo, que não é exatamente neura da minha cabeça, mas eu fico o tempo todo em alerta: chamando a atenção de alunos, batendo de frente com quem não vale a pena - principalmente, alunos perturbados emocionalmente -, preocupada em passar o conteúdo, em organizar as atividades.

Sendo mais franca ainda: esse, digamos, transtorno tem se traduzido em compulsão alimentar.
Segunda-feira, eu fui embora chateada por uma aluna ter me respondido, por outra ter me desobedecido (e eu ter que ficar chamando atenção e mandando fazer, cobrando respeito, etc). Daí, passei no supermercado e comprei uma caixa de bombons da
Garoto. Confesso que até o fim da noite, eu já a tinha devorado praticamente inteira.

Eu tinha
prometido aqui no blog que iria à academia no começo da semana. Mas essas chateações - ou não, não sei se é desculpa da minha parte - não me deram vontade nem um pouco de sair de casa, no frio, para treinar e sujar meu cabelo (/neura on).

Bom, aí à noite não dormi bem, pois não tomei meu remédio para dormir. (Detalhe: eu viciei nisso e agora está sendo meio difícil me desprender.) Acordei cedo, fiquei o dia todo atrás da escola. No final da tarde, eu estava (emocionalmente) esgotada e, ainda por cima, as últimas aulas foram em classes bem ruins e desgastantes.

Olha, sei que professores reclamam muito dos alunos. Quando eu não dava aula, achava que era muito exagero. É exagero e mania de reclamar? Sim, mas só um pouco. Tem muito fundo de verdade, muito mesmo. Tem coisas que se veem que são inacreditáveis! Pensem em alunos de 11, 12 anos que não sabem a própria data de nascimento! Isso, por exemplo, é realíssimo... Hoje, uma professora amiga minha disse ao final da aula que parecia que ela havia saído de uma guerra. Acreditem, parece mesmo.

Mas, retomando, na terça-feira, ontem, eu saí da escola hipercansada e passei de novo no supermercado. Comprei um Cebolitos e uma barra de chocolate. Cheguei em casa, comi o salgadinho e comi bastante chocolate. Nem me passou pela cabeça ir à academia. (Desculpa: havia dormido apenas duas horas na noite anterior). No final das contas, fui dormir cedo com dor de estômago.

Eu percebo que tudo isso é compulsão alimentar por problemas, hum, emocionais. Aliás, por uma vulnerabilidade "sócio-emocional" pela que estou passando. Eu também percebo que como muita dessa
junkie-food por impulso, sem vontade. Percebo essas coisas na hora, como com o Cebolitos.

Para "coroar", eu dormi cedo e acordei para falar com meu namorado ao telefone. E tô aqui, de madrugada, acordadona. Mas já tomei meu remédio e amanhã poderei descansar um pouco.

Sei que a primeira coisa que devo fazer é voltar a regular meu sono. Dormir bem à noite e fazer as atividades à luz do dia é OUTRA vida. Acredito que mais para o fim da semana eu esteja mais disciplinada quanto a isso.

Eu estava meio desmotivada também em fazer outras coisas, outras atividades que deveriam ser legais. Vamos ver se isso melhora.

Bom, amigos, é isso, então.

Um beijo e bom resto de semana!

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Aproveitando o feriado

Oi, amigos, tudo bem? Espero que sim.

Duas semanas sem escrever e, acreditem, muita coisa se passou.

Mas vamos nos concentrar no presente e no futuro, não é?

Eu engordei um pouco mais: na sexta-feira passada, estava com 63,3 kg e 33,9% de taxa de gordura. Eu comi MUITO chocolate nesses dias, mas MUITO mesmo. Coisa de uma (!) barra de chocolate por dia.

Hoje eu fui passear no shopping, sozinha. Fiquei meio para baixo porque me senti deslocada, sabem? O clima estava meio chato mesmo, umas vendedoras metidas, nada de muito legal... Também, passeando por uma loja, me olhei no espelho e me senti fora de forma, desajeitada, meio sem sal. Hehehehe, empolgação total, né? Mas, enfim, pelo menos me serviu para não comprar mais uma barra de chocolate. Um chá de realidade de vez em quando faz bem.

De todo modo, o controle está começando - também com comidas "normais", do dia-a-dia.


Eu fui experimentar umas roupas e ACHEI que já estava vestindo G, mas não: tamanho médio, certinho.

Não sei se é por causa do frio, mas quase não estou tomando água, nem líquido nenhum.

Anyway, voltarei à academia na segunda-feira - sem protelar desta vez.

---
Eu já fui do tipo de pessoa iludida de achar que dietas restritivas seriam prejuízo, a longo prazo, e mais danosas do que benéficas. No entanto, do jeito que eu estou, também não dá para continuar. Devo, SIM, me policiar e fazer o possível para conquistar meu objetivo e PERMANECER lá.

Assim, estou até cogitando em fazer uma dieta restritiva ou me impor um prazo para emagrecer. Vou amadurecer a ideia.

---
Outra resolução (meio que fora do assunto) é que eu decidi parar de gastar tanto dinheiro e cosméticos e começar a usar tudo o que já tenho, o que é muita coisa.

(Mas claro que esta resolução começa amanhã porque hoje já comprei um delineador, dois esmaltes e uma máscara para cílios.)
---
Falando em esmaltes, uma das minhas metas de "101 coisas em 1001 dias" é justamente aprender a fazer a manicure. E está dando certo, porque eu já me aperfeiçoei bastante :).

---
Quero e estou aproveitando o feriadão. Tipo, já fui passear no shopping, vou sair com os amigos, ver um filme, concretizar algumas coisas - em vez de ficar o tempo todo na internet ou deitada vendo TV.

---
E começar os preparativos para o Dia dos Namorados, né? :).

---
É isso, amigos. Bom feriado também.

Beijos!

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Estou viva, engordando e cheia de tarefas

Mas que título de post mais simpático e convidativo, não? :D /ironia

Amigos, em primeiro lugar, quero pedir desculpas pelo meu sumiço de 2 semanas... Acho chato "desaparecer", e, da minha parte, seria falta de consideração abandonar o blog e não dar nenhuma satisfação. Eu não faria isso. Teve uma época em que eu dei um tempo, mas avisei. Fiquei esses dias sem escrever nada, apenas visitando blogs, porque estava bem para baixo, bem depressiva mesmo. Além de não ter vontade de fazer nada, também acho que parece cansativo vir aqui só para reclamar, né? Eu pareço um disco furado por aqui, eu sei...

Quem me acompanha há algum tempo já deve ter percebido que este blog não é feito apenas com o objetivo de alcançar uma meta estética. Eu já emagreci, já engordei, já emagreci de novo e estou engordando de novo!... Este blog, mesmo que eu emagreça definitivamente, tem como foco meu emagrecimento e minha saúde, mas também serve para eu falar da minha vida, manter as amizades...

E eu acredito que em muitos pontos da nossa vida - como saúde e manutenção do peso -, a questão central não seja a chegada, mas sim o percurso. Posso estar ÓTIMA numa época, em todos os sentidos, mas se eu não batalhar para manter tudo nos eixos, eu vou decair... Vejamos a academia: você pode ir religiosamente um ano, ficar muito bem; mas se abandonar a prática, você simplesmente acabará perdendo o que conquistou... Talvez não seja uma perda, mas uma mudança... Enfim, tudo uma questão de insistir, de manter, de não deixar a peteca cair. E, se cair, ir atrás de levantá-la novamente.

Bem, nem vale muito a pena falar dos meus últimos dias... Não aconteceram muitas novidades, nem nada de mais. Aliás, para "variar", estão se repetindo algumas situações na minha vida:
- vou prestar um concurso e tenho um monte de coisas para estudar;
- tenho compromissos profissionais a cumprir,
Ou seja: NADA de muito novo, pelo contrário. O que eu gostaria que acontecesse - e devo me empenhar para isto - é ter uma atitude diferente do que sempre aconteceu, ou seja, seria eu ser mais organizada e tentar fazer as coisas com mais antecedência. E também não me estressar, né?, ficar alegre, senão vou viver infeliz e isso não pode! Foco no percurso, no percurso (hehehe)...

Uns 3 anos atrás, eu prestei um concurso e levei MUITO a sério. Foi o primeiro que eu fiz. Sem exageros, eu fiquei absolutamente esgotada, emocional e fisicamente. Estudava umas 12 horas por dia, desesperada. Eu via aquele cargo público como a salvação da lavoura, sabem?

Agora, não posso dizer que eu vejo esta nova prova como uma tábua de salvação, mas seria EXCELENTE para o momento de vida em que eu estou... E algo meio que me "prende", me "impede", de ser mais assertativa, de fazer mais do que pensar em fazer...

Bom, quanto aos três pontos da minha saúde (de todos, na verdade), vejamos:
- alimentação: estava uma droga, com claros sintomas de compulsão alimentar. Melhorou um pouco, mas não consigo abandonar o chocolate. E, sinceramente, não sei se devo me frear tanto agora, quando tenho de me dedicar a estudar... Chocolate ajuda de alguma forma, inegavelmente...
Anteontem, decidi fazer um mini-desafio e ficar 3 dias sem exagerar na alimentação. Fora o chocolate, estou conseguindo.

- exercícios físicos: não fiz mais e as consequências disso são nítidas. Tô sentindo e vendo meu corpo bem fora de forma, com gordura localizada, etc. Por ora, só me comprometo voltar à academia no mês que vem, depois do concurso.

- sono: meu calcanhar de Aquiles - muito mais do que a academia! Meu sono estava totalmente irregular e fora de hora, o que, claro, prejudica horrores a qualidade de vida. Aparentemente, melhorou, mas é como eu disse: a questão é manter.

Então, creio que seja isso, por enquanto. Estou bem, nota 8,0, digamos. "Apenas" tenho de começar a fazer as minhas coisas.

---
Vi um memê no blog da Tetê e fiquei com vontade de fazer :D.

REGRAS:
1 - Dizer no mínimo obrigatório 5 coisas bonitas na sua aparência, 5 coisas legais para sua personalidade e também no minímo 5 elogios que você recebe sempre. Quem quiser pode e deve dizer mais.

5 coisas bonitas na minha aparência:
Minha pele, meu dentes, meu sorriso, meus olhos e o formato do corpo.

5 coisas legais na minha personalidade:
Sou inteligente, criativa, respeitosa, educada e gentil. (E modesta, hehehe. Mas não era este mesmo o objetivo da brincadeira...)

5 elogios que eu sempre recebo:
Que eu sou inteligente, profissional dedicada, boazinha, que eu tenho sorte e que eu sou bonita (hehehe).

Quem quiser fazer, sinta-se à vontade, é claro.

---
Um beijo, amigos!

PS: Aos blogueiros novos que deixaram comentários aqui, vou passando nos blogs de vocês e atualizando a minha lista, ok? :)

quinta-feira, 6 de maio de 2010

"Não tenho hora para voltar"



Essa frase do título foi o que eu falei para a minha mãe anteontem, terça, antes de sair para trabalhar. Cheguei em casa apenas às 22h... Ai, ninguém merece, né? Mas o acúmulo de trabalho é o de menos. O problema mesmo é o ambiente PÉSSIMO que está no trabalho, para todos. Uma pressão geral, arbitrariedades, perseguições, idiotices de chefes, incompetência.

Eu gosto dos meus amigos do trabalho, sabem? Mas acho que vou ter que dar uma afastada deles por um tempo, porque, apesar de compartilharmos das mesmas opiniões, eu estou me sentindo PERTURBADA pelas atitudes negativas, pelas fofocas, pelas conversas, por saber dos PODRES alheios. Fui boba e me "envolvi" em fofocas novamente. O "envolvi" está entre àspas porque, na verdade, eu não me comprometi com nada, mas FIQUEI SABENDO DO QUE EU NÃO QUERIA SABER - o que também é bastante desagradável e desmotivador ¬¬. Quando eu resolvi parar de fazer isso, eu comecei a me sentir bem melhor.

Em suma, não estou feliz por causa do trabalho e do estresse. Não estou, por exemplo, com nem um pouco de ânimo de dar aula amanhã. Tenho que fazer alguma coisa AGORA para também não cair em depressão.

E pensar que alguns dias atrás, eu estava ÓTEMA! Mas é assim mesmo... (E pensar também que ano passado - quando eu não sabia de nada que me deixasse passada - eu ia trabalhar FELIZ...)

Bom, mas meio que mudando de assunto, para melhorar a minha qualidade de vida, resolvi melhorar minha alimentação e dormir melhor. Falei sobre isso no post anterior... Tenho conseguido melhorar quanto ao sono, mas em relação à alimentação, tenho sido relapsa. Estou comendo AUTOMATICAMENTE muito chocolate. Sabe quando você não tem o que fazer e vai tomar um Danette, etc? =/

Eu estou bastante desmotivada para voltar à academia. Quero descansar, sabem? Desde o começo do ano, só tenho tido mil tarefas, mil problemas para resolver. Agora que as coisas vão dar uma acalmada, quero descansar, ficar de boa por umas semanas. Até pensei em, por enquanto, me exercitar em casa. Refletirei melhor sobre isso depois - vocês sabem o quanto eu deixo as coisas para depois, né?

Sabem aqueles personagens do The Sims que, quando ficam cansados, estressados e/ou muito tempo sem ter convívio social, começam a abaixar a cabeça e a chorar? Hahahaha, às vezes me dá vontade de fazer isso, #aloka. Mas tudo vai melhorar, tenho certeza. Não posso também enlouquecer e acabar com a minha vida por causa de nada!

É isso, amigos. Um beijo!

sábado, 24 de abril de 2010

"Milagre" - Reflexões - Ócio merecido

Oi, amigos, tudo bem? Por aqui está tudo melhorando ;).

Um dos elementos que me fez ficar mais animada foi a última pesagem, quinta-feira: 61,8kg e 32% de taxa de gordura. Como eu postei no twitter, esse peso, em vista do um milhão de chocolates que eu vinha / venho comendo, é um MILAGRE.

Outros problemas que estão se resolvendo:
- aquele relatório importantíssimo está quase concluído. Ainda faltam uns 10% (que estão meio encalhados, diga-se de passagem). Mas prometi a mim mesmo que vou terminar tudo amanhã (domingo) à noite.
- lembram um concurso que eu prestei uns tempos atrás, pelo qual eu fiquei muito chateada quando vi o gabarito? Então, fiquei nos primeiros lugares :D. Mas não espero ser chamada, porque há apenas uma vaga e ínfima rotatividade. De todo modo, prestarei a segunda fase logo - e me livrarei de mais esta obrigação. Vou dar o melhor de mim, mesmo assim.

Bom, acho que "só" isso já fez eu me animar bastante ^^. Devo dizer para vocês que o meu estresse com o povo do trabalho diminuiu horrores. Eu tenho evitado contato com fofocas... Prefiro nem saber, "desligo" quando o povo começa a reclamar e falar mal de tudo e de todos. Tá dando muito certo e tem me feito muito bem.

Mas, concluído o referido relatório - que tem sido uma cruz na minha consciência -, tenho que refletir bastante e MUDAR certas coisas. Especificamente em relação a alimentação, eu vou MAL: não bebo mais muita água, não como frutas, tô consumindo MUITA "porcaria" (chocolate, pizza, lanche). Enfim, minha alimentação tá nota 5, quase ruim. E percebo que isso me faz mal fisicamente, me deixa mais cansada, aumenta meu estresse.

Outros pontos a se pensar: (regulação do) sono e exercícios. Mas isso deixo para o próximo post, quando já terei tido mais tempo para pensar e estabelecer metas sólidas e realistas.

Foco: Quero mais organização na minha vida, em tudo!

---
Recebi um selinho da Tetê:

Selinho Dia de Rainha!

As regras são:
1 - responder a pergunta: O QUE VOCÊ VAI FAZER NO SEU DIA DE RAINHA?
Depois que eu concluir meus afazeres super urgentes, eu vou tirar uns dias (no plural mesmo) para: dar uma geral no guarda-roupa e na sapateira; fazer a pedicure; hidratar o cabelo; arrumar meu secador; ler um livro novinho que eu comprei hoje!

2 - indicar 5 amigas: Indico a quem passar por aqui e tiver vontade de participar da brincadeira ;).

---
É isso, amigos. POR FAVOR, quem puder, me mande umas vibrações positivas para eu concluir este relatório ainda no domingo! MUITO, MUITO agradecida.

Beijos e boa semana.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Bad, bad girl

Olá, amigos, como estão? Por aqui, está nota 6,5 - com otimismo.

Estou muito cansada dos meus afazeres... Esgotada, sabem? Para ajudar, ontem à noite não consegui dormir direito e só peguei no sono por umas 3 horas. Aí, vocês já podem ter intuído o quanto isso estragou meu dia. E ainda estou cansada, mas não creio que valha a pena dormir agora - 8 da noite -, para acordar mais tarde - para falar com o namorado - ou de madrugada...

Para não variar, estou com um relatório de faculdade importantíssimo para fazer... E isso tem tirado o meu humor e a minha sanidade mental...

Desde a semana pasado, eu tenho me afundado em chocolate, sem nem pensar por um minuto no que eu esou fazendo. E nem sempre comer está sendo prazeroso! Tudo isso porque eu estou bastante estressada.

Estou me sentindo gorda, inchada, sem saúde (por comer mal) e esgotada (por não dormir direito).

Enfim, sei que tudo isso vai passar. Mas, por ora, estou bem mais ou menos. Não digo que estou no fundo do poço, mas estou indo rapidamente para lá - se não fizer nada e continuar assim.

É isso, amigos. Post vergonhoso, mas para desabafar e dar uma satisfação. Melhorarei.

Beijos!

domingo, 4 de abril de 2010

"Quaresma" após Páscoa inesquecível

Oi, amigos, tudo bem com vocês? E a Páscoa? Desejo que esta data seja um marco para que todos reflitamos sobre o que estamos fazendo em vários aspectos da nossa vida, para manter o que estiver dando certo e mudar o que está deixando a desejar.

Eu realmente vou fazer isso. Fazer a tal lista de “101 coias para fazer em 1001 dias” é muito ÚTIL, sabem? Eu estou cumprindo a maioria das metas, mas algumas coisas importantes têm ficado para trás, abandonadas. É importante refletir sobre o porquê e o que pode ser mudado.

De resto, eu viajei - e já voltei - neste feriado e foi INESQUECÍVEL. Não, não fiz nem aconteceu nada de absolutamente extraordinário, mas passei com pessoas de quem eu gosto MUITO. Então, foi muito especial - ainda mais porque, nos feriados prolongados, eu costumo ficar só em casa à toa, “morgando”. Isso vai mudar ;).

Comi tudo a que tinha direito, mas, acreditem, nem foi com o ânimo de “liberar geral” e me empanturrar “porque é feriado e eu estou viajando”. Comi muito porque comi muito mesmo: lanche gorduroso, doces, pizza, salgado, chicletes, CHOCOLATE (obviamente). E o pouco líquido que tomei, basicamente, se resume a refrigerante. Agora, claro que a minha “amiga” gastrite está dando o ar da graça.

Bom, não vou dar desculpas, dizer que estou super culpada e tals - não estou - e nem me desesperar. Já voltei a tomar bastante água (para “limpar” o organismo) e, chegando em casa, incrivelmente, minha fome sempre diminui. (Vai ver que não é fome, né?)

Quinta-feira, eu me pesei e a balança marcou UM QUILO a mais: 61,8 kg. Claro que por comilança e inchaço. Amanhã, verificarei novamente como está o peso, depois dessa viagem. E, depois, só me peso na sexta-feira. Mas sei que vou voltar aos prumos.

---

Queridos, recebi um selinho da Ana Maria:



Regras: Postar o selinho no blog; Dizer quem te indicou; Indicar 12 amigas para brincadeira; E responder duas perguntas:

1) Quais os cinco alimentos / bebidas que você incorporou na sua dieta depois que começou a RA?

Olha, essa questão é difícil de responder! Passei a beber mais chá e a tomar mais água, a realmente prestar atenção nisso. Também incorporei queijo e presunto para fazer laches. Não lembro de mais nada, no momento =/.

2) Quais os cinco alimentos / bebidas que você evita comer depois que começou a RA?

Sorvete, bolacha recheada, arroz (diminuí a quantidade), refrigerante e balas/chicletes.

Indico: para quem quiser participar da brincadeira.

---

É isso, amigos! Uma boa semana! Beijos!

segunda-feira, 29 de março de 2010

Começando as mudanças necessárias

Oi, amigos, tudo bem? Eu vou bem...

Prestei aquele concurso ontem. Confesso que só fui fazer revisão no sábado. Isso, claro, não foi muito legal porque eu fiquei fisicamente esgotada e não conseguia raciocinar muito bem durante a prova... Foi bem difícil - para todos. Não tenho nem uma expectativa de se fui bem ou não. Tem de esperar para ver agora.

Enfim, ontem eu estava tão esgotada que decidi que vou MUDAR a partir semana que se inicia. Começar a dormir mais cedo, cumprir minhas tarefas com mais antecedência, entre outras coisas... E muito importante: avaliar e RECONHECER o que eu tenho feito de errado ultimamente, sobretudo em concursos. Para mudar.

Semana passada eu cumpri as metas a que me propus direitinho ^^. E já rendeu um bom resultado: desinchei cerca de 1 quilo. Estou me sentindo magra, mais sequinha \o/. Na quinta, o peso foi de 60,4 kg; na sexta, de 60,8 kg. Agora, só vou me pesar novamente na quinta, pois passarei o feriado viajando e pretendo fazer uma média do meu peso quando viajo.

Bem, amigos, é isso! Nem tenho metas para a semana. Mas estou, com certeza, me sentindo bem melhor :).

Beijos a todos!



quarta-feira, 24 de março de 2010

Cumprindo as metas e "novo" concurso

Olá, amigos, tudo bem?

Então, em relação às metas a que eu havia me referido no último post, estou cumprindo tudo! Tipo 90% de tudo. Segunda-feira, por exemplo, comi duas porções de doce - a meta é de apenas uma porção -, e ontem e hoje não bebi MUITA água, como seria necessário. Mas de resto, tudo ok. E ainda não fiz o banho de sal grosso, esqueci... Mas farei até amanhã.

Tenho um concurso para prestar domingo e nem comecei a estudar. Mas deixa eu ser clara: já estudei bastante durante a, digamos assim, minha vida a maior parte da matéria. Tenho mais é que revisar e ler alguns resumos. Só que eu estou simplesmente fugindo desse compromisso. Não sei por que eu faço isso, mas sempre acontece.

Sempre que tenho algo importante para resolver, eu me esquivo e deixo para a última hora. Me dá vontade de fazer outras coisas: começar a ler livros extensos, ficar na internet, assistir a filmes "empacados" aqui em casa. E, para "ajudar", eu realmente tive que fazer ourtas coisas nesta semana e estou muito cansada.

Sobre o concurso de domingo, eu até tinha planejado ler toda a bibliografia, me dedicar com antecedência, mas simplesmente não consegui. Quando ainda tinha bastante tempo para estudar, eu pensava a começar a ler tudo por PRAZER e INTERESSE no assunto. Quando virou obrigação, eu preferiria, digamos, ler sobre informática a não ter de estudar firme.

Bom, esse problema na minha vida que eu vou ter que resolver mais cedo ou mais tarde. Agora, neste exato momento, não pensarei nisso o.O. Aliás, decidi que hoje não estudarei mesmo. Mas, olhem que engraçado, me deu vontade de ler sobre um assunto que tem a ver, mas mais por interesse e não por necessidade.

Depois da decepção que foi o último concurso, creio que não valha a pena eu me desgastar agora e ficar me iludindo pela próxima prova. Mas estou com a intuição de que vou bem...

Então, é isso por ora, amigos.

Beijos!

domingo, 21 de março de 2010

Os dias de sol escaldante passaram!

Olá! Tudo bem com vocês?

Deixa eu explicar o título do post: normalmente, usaria-se a expressão "a nuvem negra passou" para dizer que um período ruim está indo/ foi embora. Mas a questão é que eu ADORO dias chuvosos e DETESTO dias muito quentes. Nuvem negra para mim é bom presságio ;). Dia ruim é quando parece que eu vivo num deserto, sendo tostada pelo sol e cozida pelo calor. Credo!

Eu até estava listando as questões que fizeram a minha semana passada ser praticamente perdida, mas acho que não vale a pena. O que importa dizer é que agora estou melhor e quase 100%, animada com novos projetos e me sentindo equilibrada :).

Pesei-me semana passada e engordei: 61,2 kg e 31,9% de taxa de gordura. Era o que eu esperava, já que vinha exagerando. Daí, então, pensei que era hora de começar / voltar a refletir sobre o que eu estava ingerindo, principalmente porque sei que como por ansiedade. Cortando o mal pela raiz, tudo flui - leia-se como menos e emagreço - naturalmente.

Isso de não exagerar deu certo por uns dois dias. Mas não no final-de-semana. Tomei sorvete sexta, ontem e hoje, não comi salada, percebi que só estou que tomo refrigerante em vez de suco...

Bom, resolvi me impor algumas metas para esta semana que se inicia:
- tomar bastante água;
- comer apenas uma porção de doce por dia, incluindo leite com achocolatado.
- prestar atenção em se estou comendo por fome ou por ansiedade.

Isso tudo - é bastante! - de segunda até sábado.

E, para constar, de segunda a quarta-feira, pretendo:
- tomar um banho de sal grosso;
- fazer as unhas;
- comprar uns cosmésticos de que ando precisando ;
- comprar passagens para viajar na Páscoa (yes!).

De mais a mais, como já disse, estou animada com alguns projetos, com questões para resolver e finalizar.

Nos últimos tempos, tô até com medo de pegar minha lista de "101 coisas para fazer em 1001 dias". Medo de ver na minha cara e ter de admitir o quanto eu sou enrolada para fazer e concluir muitos planos... Mas vou mudando e aprendendo, nem que seja devagar...

É isso, amigos. Hoje vou tirar o resto da noite para planejar minha semana e relaxar a mente, com a leitura de livros e preces.

Um beijo, boa semana!
(E que chova, hehehe!)