sábado, 28 de maio de 2011

Buscando meu lugar À SOMBRA

Olá, amigas! Como estão? Como sempre, vou me desculpar por ficar tanto tempo ausente. Decidi que daqui para frente vou ser mais dedicada a este blog. Me faz bem e faz com que eu seja mais disciplinada. Como devem ter notado, o nome do blog mudou - mas não o endereço, por enquanto. Nem tinha mais cabimento chamar o blog de "Emagrecer pela Última Vez", afinal ninguém emagrece pela última vez há anos! Na verdade, o meu caso é um exemplo clássico de "efeito sanfona": engorda, emagrece, engorda... Então, para dar um up no meu próprio ânimo, resolvi mudar o nome para ser mais sincera comigo mesma e com quem lê. E também pretendo falar mais sobre a minha vida, sobre os meus gostos, sem perder o foco na questão de emagrecer.

De mais a mais, deixa eu contar as novidades em tópicos (para facilitar):

- fiz as pazes com a questão do almoço: estou comprando marmitex quatro dias por semana e indo a um restaurante - para abusar mais um pouco - apenas um dia. Isso fez com que os meus gastos com alimentação caíssem pela metade. E eu estou comendo menos também \o/.

- estipulei, durante a semana também, uma porção de doce por dia. Não consigo largar de vez, nem fazer menos do que isso...

- Cheguei ao meu peso máximo em uns 12 anos: 72 kg. "Legal", né? Agora estou com 71,6 kg. Nunca imaginei que um dia ficaria contente se chegasse aos 66 kg... O chato é que algumas roupas estão muito apertadas, tive que comprar coisas novas para essa fase mais "cheinha". E, claro, me sinto mais roliça, principalmente nas minhas pernas... =/

- Tive uma briga péssima com um pessoal do meu trabalho, por uma questão tão mesquinha que chega a ser inacreditável. Se eu relatasse as coisas que eu ouvi, vocês me falariam que eu deveria ter xingado feio todo mundo... Assim, estou batalhando por uma transferência de lugar - trabalho na justiça -, mas está bem difícil, é uma loteria... Mas tenho outros planos - incertos ainda - em perspectiva. No trabalho, o ambiente melhorou, (aparentemente) voltou ao normal, mas nesse lugar que eu estou, pretendo não ficar nem até o final do ano. Cidade pequena é cidade pequena, não tem jeito.

- Sabem, sinto que eu não tenho muita sorte para questões profissionais. Para não ser mal-agradecida, digamos que eu tenha sorte por um lado, e má sorte por outro. Más escolhas, acasos que ora me favorecem, ora não... Me sinto numa montanha-russa. Ontem, vendo Vale Tudo, no Viva, vi o Marcelo Novaes e pensei: "é, ele demorou, pelo menos, mais uns 6 anos para chegar no auge dele [como o Raí, de Quatro por Quatro]. Talvez eu esteja muito apressada mesmo e tenha de ter mais paciência." Sim, eu tiro lições de vida vendo novelas, hahaha.

- Meu namorado anda meio chato comigo, meio mal-humorado. Isso me deixa insegura. Estou tentando ser compreensiva e paciente também. Ele diz que é porque a vida dele está bagunçada, ele está se sentindo pressionado, no trabalho e na faculdade. Mas a vida dele sempre foi meio bagunçada e ele sempre foi legal comigo... Sei lá, acho que tenho que agir mais calculadamente.

- O milagre da vida: comecei a fazer caminhada numa pistinha perto de casa, à noite, depois do trabalho. Isso é motivo para chover quarenta dias e quarenta noites, hahaha. Fui poucas vezes ainda e ando 3 km por vez, mas estou satisfeita com o começo.

É isso, amigas, até a próxima - dentro de uma semana no máximo.

Bom findi e ótima semana.

Beijos!

8 comentários:

Tally disse...

Olá, tudo bom? Obrigada pelo comentário. Eu tinha em mente que, caso não me satisfizesse com uma cirurgia plástica, procuraria um psicólogo. Principalmente se após 6 meses de pós-operatório eu não estivesse me sentindo bem. Só passaram 3 meses até agora, mas eu não vou esperar mais. Já tive depressão e superei sem psicólogo, por isso achei que poderia fazer o mesmo com o transtorno dismórfico corporal. Mas, dessa vez não vou arriscar.
Acho que eu sou bastante respeitada no meu trabalho pela qualidade do q eu faço, embora eu não represente nada para as pessoas da minha faculdade ou do partido no qual atuo. Mas eu não deixo de pensar que é porque eu não estou dando o meu melhor, porque se estivesse me olhariam com outros olhos. O meu desempenho seria melhor e suficiente para causar alguma admiração caso eu estivesse dando o meu máximo, q eu sei q é mto acima do q tenho oferecido, afinal eu me saia maravilhosamente nos ensinos fundamental e médio. Minhas notas nunca foram tão baixas, nem de longe. Mas, uma coisa é certa: bonita não me acham. XD E eu objetivo isso.
Logo volto para falar do seu post.

Tally disse...

Agora sobre o seu post. ^^' Poxa, eu fiquei com a impressão d q vc desistiu d ser definitivamente magra. Mas se vc estiver se sentindo melhor assim, eu ñ me oponho. Gostei do novo nome =)
Fico feliz q vc tenha dado um jeito com a questão do almoço. Cortar os doces definitivamente nem é saudável, então acho q uma vez por semana é um bom limite. Eu lamento q vc tenha batido um recorde de peso, mas como vc está se alimentando melhor e ainda fazendo exercícios, isso tende a passar. Tente pensar na questão q t incomoda no trabalho como algo passageiro. Às vezes, se vc ñ alimentar sentimentos com relação à isso logo as coisas normalizam d tal maneira q vc nem precise mudar, especialmente se vc gosta do q faz e do qto ganha. Eu já me arrependi d sair precipitadamente dos lugares. =/ Digo isso pq lembro como vc estava empolgada com esse novo emprego, tempos atrás. Seja como for, se vc mudar, torço p/ q consiga algo melhor.
Desejo melhoras no seu relacionamento
beijos e desculpe por qualquer mal-estar q tenha ficado do meu último comentário =****

pi disse...

Ser magra é ótimo, mas não é tudo na vida. Se você não está obesa e não está infeliz ou com saúde ruim, tanto faz quanto você pesa. Tá, caber nas roupas é ótimo, também. Mas, quer saber? Achei interessante a mudança de foco. Talvez se conhecendo melhor, avaliando melhor seus atos e sua vida, o emagrecimento venha de forma natural. Desencana, mesmo. Busque ser feliz o quanto der. O resto se ajeita. Boa sorte nesta nova fase!

Sayonara disse...

Oi...td bem?
Vi seus posts e adorei de verdade!
Por favor não se ausente do seu blog porque ajuda muita gente!Eu com certeza já virei fã!
Tbm tenho um blog... é o http://conquistandoamedidacerta.blogspot.com !Escreva lá...comente...se quiser me siga!
Preciso da força de vcs pra não desistir! =)

Ana Amelia disse...

Oi, entrei hoje pra ler seu blog e gostei muito, me identifiquei... assim como vc eu tento perder alguns quilinhos mas não tenho conseguido... resolvi fazer um blog também pra registrar essa ansiedade, dividir com as pessoas toda essa jornada. Não sou muito popular na net... normalmente meus amigos mais íntimos me seguem ... somente eles... rsrsrsrrs, queria muito ter amigos blogueiros como eu e fazer muitas amizades com meninas que se identifiquem com esse problema constante de peso... poderia me dar uma força ? Me seguir e trazer algumas amigas com vc ??? Ficaria muito feliz !!! Alías, pra todos que leram esse comentário, sintam-se convidados a me seguir !!! Sei que meu blog ainda está começando e quase não tem nada mas com o apoio de vocês eu sei que posso escrever e curti-lo cada dia mais... aí vai meu link : http://afinandocomana.blogspot.com

Um grande beijo e força na peruca, vc vai conseguir... nós vamos !!!

Bjs

Amiga sofredora disse...

Oi flor, tenho 1,65 e estou com 82 kilos, tudo isso engordei em dois anos, meu peso antes da depressão e da compulsão era 52. Meu caso tem piorado muito, agora estou sem trabalho, aí fica bem pior, em casa sem ter o que fazer.Nem os remédios estão me ajudando.

Sassá disse...

É amiga... você me entende e eu te entendo. Quando emagreci, a uns 5, 6 anos atras, pesar 66kg era super mega, max excesso de peso. Hoje, eu sonho em ver 67 e não consigo. Dá uma frustração. Como é que eu emagreci 17kg uma vez e hoje não consigo perder 5?! É dureza. Mas, enfimmm, o que a gente não pode é desistir né?! Recomeçar sempre e todo dia. Nada de descontar as furstrações profissionais e amorosas na comida hein?! Seja forte! Determinação pra noisss nessa caminhada!! Beijocass!

Dáfni disse...

Miss Blueberry,

Boas notícias, não? Ao menos metade delas são!

Enfim, vou te dar um conselho porque acho que vc deve ser que nem eu: tente não dar tanto peso ao trabalho, ao que as pessoas são no trabalho e tente não se meter em brigas que não te dizem respeito. Eu fiz exatamente o contrário aqui, e me ferrei bonito por 4 anos. Agora as coisas estão 100% melhores - mudança de "setor" - e eu estou muito cautelosa para não iniciar tudo errado. E o trabalho tem seu peso, mas não é a coisa mais importante da minha vida - ser feliz certamente é a coisa mais importante! E pra isso, mantenho coisas fora do trabalho, como o blog, por exemplo, que me dão prazer e força!

Beijos