sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Uma vontade débil

Olá, meninas, tudo bem?

Bom, quanto àquele problema do trabalho, do último post, a "solução" está sendo eu não conversar com aquelas pessoas - apenas o estritissimamente necessário. "Maturidade" é isso, né? Mas ainda não consegui, e nem sei se quero aprender a, ser hipócrita, fingir que nada aconteceu. AH! MAIS IMPORTANTE: bolei um esquema, uma resolução para cair fora de lá o mais breve possível. Isso também me deixa tranqüila.

Outro dia, vi, numa revista, a Carolina Dieckman falando que ela não é ingênua de considerar colegas de trabalho como se fossem amigos - mais ou menos isso. Infelizmente, estou começando a concordar... Tenho que ficar mais esperta.

---
Bom, vamos lá, às minhas confissões embaraçosas a respeito de dieta/alimentação.

Eu tinha decidido fazer uma dieta agora em setembro. Porém, quem me acompanha sabe o quanto as minhas decisões nessa área são débeis... Sempre deixo para depois, para DOIS dias depois (não cogito para amanhã), para um dia mais "redondo".

Confesso ser um pouquinho hipócrita e sabotadora quando a "fazer dieta": fico pensando em mil hipóteses para melhorar minha compulsão alimentar "de fora para dentro", resolvendo as questões internas que me fazem comer demais, solucionar o problema na raiz. Mas acontece que eu cheguei num ponto crítico demais, que demanda uma solução urgente. Assim, estou apelando para remédios, dietas, etc. Não dá mesmo para melhorar minha vida para depois começar a emagrecer ou parar de engordar. Então, vamos lá.

E, não sei se isso acontece com vocês, mas sempre que planejo começar uma dieta, tenho a seguinte atitude: "já que eu vou ficar um bom tempo sofrendo, vou comer tudo o que me der vontade, tudo o que for gostoso nos próximos dias antes da dieta, para me despedir."

Assim sendo, como eu estava planejando começar uma dieta, eu fiz algumas "despedidas", comendo o que eu não comeria normalmente, o que eu nem acho grande coisa. Olhem, eu me culpo bastante por isso, tenho quase vontade de me xingar, acho bem patético e principalmente fraqueza.

Aí, surgem outras questões para eu me sabotar: que dieta fazer? Mas isso dá certo? Compensa fazer um dia de desintoxicação? Escolher uma das mil dietas de revista? Pegar uma dieta antiga que eu tenha seguido e que tenha dado certo? Seguir a Dieta dos Pontos? A Dieta das Notas? Eu também não poderia fazer uma orações com afinco pedindo para emagrecer, em vez de me privar das coisas?

Por enquanto, eu tô planejando fazer o seguinte: no primeiro dia, fazer uma dieta da desintoxicação, que é de baixas calorias e com poucos nutrientes, e repetir o procedimento uma vez por semana. Acredito que evite fazer o corpo pensar que você está se privando de comer e, por isso, desacelerar a perda de gordura - além de, principalmente no início, desintoxicar. Já fiz isso e percebi que naquela Dieta de Dunkan tem algo parecido.

E, nos outros dias, fazer, a princípio, a Dieta Volumétrica, que saiu na revista "Dieta Já" recentemente. "Ah, mas você gosta de se privar, de ter horários e alimentos certos que comer?". Não, eu odeio. A vantagem de uma dieta dessas, para mim, é o planejamento, o cardápio estipulado, as quantidades. Como deixei claro acima, tô num momento crítico, sem poder escolher ou esperar muito.

Ah, outra questão que me faz querer adiar toda a dieta nessa próxima semana que se iniciará: poderei começar no domingo, não amanhã (sábado). Até aí, beleza. O problema é que estarei fora de quarta até o outro domingo, numa viagem a trabalho/lazer. Não tem como eu seguir um plano alimentar estando fora, não tem como mesmo. Compensa seguir alguma coisa, fazer dieta de domingo até quarta? Sou inclinada a dizer que não.

Já conversei também com meu psicólogo a respeito de tudo isso e disse que quero realmente me focar nesse assunto, porque é algo que realmente me incomoda e atravanca a minha vida.

---
No mês passado, eu não consegui cumprir a meta de caminhar 30 km/mês. Cheguei à metade disso. Nesse mês, as coisas vão indo razoáveis. Outro dia, em vez de andar na pista perto de casa, eu fiz caminhada na esteira que eu tenho em casa, a qual mandei arrumar há pouco tempo. Nossa, mas como me cansei! Fiquei acabada! Cansa muiiito mais, ainda mais a minha esteira sendo mecânica e não elétrica. Tenho que ver um modo de deixar essa atividade - de fazer esteira, não de fazer caminhada em si - menos maçante. Porque foi realmente MUITO chato e desanimador. Do tipo de coisa que você pensa que não compensa.

---
Eu até tinha mais coisas que contar/desabafar, mas o post já ficou grandinho, hehehe. Fica para o próximo.

Um bom final de semana a todas! Beijos!




11 comentários:

Bruxa do 203 disse...

Vou dar uma olhada nessa dieta, não conhecia.

Meu Deus! No meu trabalho tem uns malas, tagarelas, que dizem que somos uma família. Era tudo o que faltava! rs A relação com colegas no trabalho tem que ser com harmonia e bastante distância, sem entrar muito na área pessoal, mas quem disse que o povo entende isso. É daí que surgem brigas e desentendimentos.

Bel do Lu disse...

Oi, Miss Blueberry!
O que funcionou comigo, pelo que eu procurei me conhecer, foi ir com calma. Calma e foco. Como você pôde ver, eu não sofri, não me privei. Tenho uma nutricionista muito pé no chão também, que elogia mas também fala duro quando precisa. Não sou dada a radicalismos. Não fiz metas de "vou emagrecer tanto por mês". Apenas quis ir emagrecendo e tendo uma alimentação bem mais saudável. Cortei várias coisas, claro, mas procurei me adaptar. Troquei outras. Nestes dois meses de RA, eu perdi aquela fome doida, fiquei mais tranquila e sinto menos falta de doces. Mas tive que arrumar primeiro a cabeça, não foi de uma hora para outra, isso tem mais um menos 1 ano, fazendo coisas aos poucos, exagerando em outras e finalmente, há dois meses atrás, ver que não dava mais ter 1,58 de altura e vestir 46, indo para 48. Eu faço exercícios em casa mesmo, de frente para a TV, já que gosto de assistir. E assim vai. Como escrevi no meu blog, dois meses é pouco para grandes reflexões e cantar vitória, mas é a primeira vez que consigo engrenar um emagrecimento. Um abraço, vamos nos acompanhando!

Fabi disse...

Nossa, muito legal sua postagem, me identifiquei muito em tudo (parecia eu escrevendo...). Gostei muito do seu blog tambem. Em fim, a gente tem que ir evoluindo, cada emprego que a gente troca nos fortalece um tiquinho. Mas ainda não saí de nenhum sem um problema com alguem, por que vc oferece amizade, espontaneidade e admiração integral, mas o outro na maioria das vezes não tem a mesma disposição. Muitas vezes não tem força pra admirar suas qualidades sem deixar isso virar um absesso no cotovelo (...) E quanto a dieta eu faço tudinho isso q vc citou... Agora to lutando por uma bariatrica. Deus queira que de certo e principalmente que seja tudo o que espero... Grande beijo, me segue!!! www.fazinha-meta.blogspot.com

Fabi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fabi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Dani disse...

Oiii! Vi que estamos na mesma luta rs
Fiz um blog pra acompanhar diariamente meu emagrecimento.
É simples, pois ainda não sei lidar muito bem com esses blogs. mas vamos nos unir!!!


www.projetomeuemagrecer.blogspot.com

Tally disse...

Olá querida! Saudades! Tenho lido os seus posts, embora não tenha comentado. Acho q foi uma boa decisão, se manter conversando só o q o serviço demanda, com pessoas q vc já sabe q ñ prestam. Eu descobri da pior maneira possível q colegas de trabalho NÃO são amigos, são colegas de trabalho. Excessões? Existem, mas têm q ser encaradas como tais.
Não sei qual dieta funciona melhor, mas de uma coisa eu tenho certeza: esqueça as orações!! XD
Como eu freqüento blogs de garotas com anorexia, é quase um choque ver pessoas saudáveis falando de dietas. Estou tão acostumada com gente que come até 600kcal por dia, às vezes 200kcal, que passa dias em jejum, etc que idéias do tipo "dietas de 4 dias não compensam", "comer de tudo para se despedir", etc são estranhíssimas para mim. Estou acostumada com conceitos do tipo "todos os dias fazem a diferença", "se eu ficar com auto-piedade não vou sair dessa situação nunca", etc. Bom, vc q sabe, tem psicólogo, talvez nutricionista...
Sobre a esteira, já pensou em fazê-la vendo televisão ou ouvindo música?
Beijos, tenha uma boa semana

Dáfni disse...

Miss Blueberry, dieta e exercícios são complicados mesmo para quem não gosta. O ideal seria não precisar deles, mas como não há outro jeito, pense no que vai ganhar se fizer a dieta e os exercícios, e quanto antes fizer, mais rápido virá a recompensa!

Beijos

Michelli disse...

OLá, querida Miss Blueberry!!!
Bem, estava aqui procurando indicação de uma nutróloga na internet quando me deparei com seu blog. Comecei a ler! Me diverti, não com suas dificuldades, mas com tamanha semelhança em algumas coisas. Acho muito problemático fazer esteira e ter que lavar a cabeça todos os dias, isso me desmotiva. Não que meu cabelo seja mil maravilhas (aliás, é a primeira vez que digo isso a alguém, sim da relação esteira diariamente e ter que lavar a cabeço como obstáculos!), mas sei lá, sempre acho que vai sair o efeito da progressiva que fiz, mesmo que tenha feito há 4 meses! hahahaha.
Dietas, já fiz de um tudo. E tô me sentindo incapaz de ser bem sucedida em alguma! hahahaha
Tomo remédios, fui diagnosticada como Bipolar, tenho mais picos de depressão do que de mania, mas esses remédio não estão fazendo mais efeitos. Acabei de me mudar para o Rio e nem sei por onde (re)começar... afffff
Não consegui ler mtoooo do seu blog, mas adorei.... se vc tiver msn e quiser me add: michellitorres@hotmail.com
Podemos trocar figurinhas! hahahaha
Grande beijo.

Miss Blueberry disse...

Oi, Michelli! Desculpe, só vi seu comentário para ser aprovado por esses dias...

Pelo que vc me escreveu, vc é minha irmã gêmea, hahaha. Além da questão super peculiar de não fazer esteira para não lavar a cabeça, tem a questão de não se sentir mais tão capaz de fazer dietas...

Eu nem uso mais o meu MSN, mas, se tiver, me add no Twitter ou me mande e-mail (no meu perfil).

Abração!

Miss Blueberry disse...

Oi, Michelli! Desculpe, só vi seu comentário para ser aprovado por esses dias...

Pelo que vc me escreveu, vc é minha irmã gêmea, hahaha. Além da questão super peculiar de não fazer esteira para não lavar a cabeça, tem a questão de não se sentir mais tão capaz de fazer dietas...

Eu nem uso mais o meu MSN, mas, se tiver, me add no Twitter ou me mande e-mail (no meu perfil).

Abração!