sexta-feira, 30 de março de 2012

Mudanças e nem tanto

Como diz a Dáfni, olás!

Cinco meses sem escrever no blog, nem dar nenhuma satisfação. Alguém deve ter notado, estou certa. Nunca havia feito isso antes, mas sempre tem uma primeira vez, não é mesmo? Vou ter que voltar a fazer amizade com meninas da blogosfera, hehehe.

Eu vou escrever sobre as mais importantes das várias novidades da minha vida nos últimos tempos. Mas vou evitar entrar em estritos detalhes porque existe a hipótese de uma pessoa realmente desagradável ler esse blog e sair espalhando coisas da minha vida por aí que eu gostaria de deixar em off.

Vamos lá, no que for possível:
- Mudei de emprego! Bom, a expectativa foi maior do que a realidade e ainda estou me adaptando. Porém, sem dúvida, ter saído de onde eu estava foi a melhor coisa que me aconteceu nos últimos tempos. Me dá vontade de nunca mais ter contato com absolutamente mais ninguém de lá.
O ambiente atual é bom, profissional, e o retorno financeiro é interessante. Mas tem seus poréns em termos de organização, distância, entre outros.

- Em virtude da mudança de emprego, ando muito questionadora das escolhas que eu fiz na vida, sabem? Sim, estou pensando em dar novos rumos, fazendo o que eu sempre quis fazer de VERDADE. Até agora, eu me guiei por questões financeiras e por estabilidade. Valeu mais ou menos a pena, mas ficou uma frustração. Estou pensando em começar uma faculdade e, em paralelo, a me dedicar a um concurso que tem mais a ver comigo. SÓ QUE antes de eu começar a me dedicar a esse concurso, devo decidir definitivamente se vale a pena eu me dedicar a uma nova profissão dessa nova faculdade - um não tem a ver com o outro. Parece confuso, não? Por ora, precisarei, e estou me dedicando a isso, ganhar dinheiro.

Deve ser a proximidade dos 30 anos, mas tô sentindo que perdi muito tempo na minha vida e o caminho adiante será muito longo e ruim se eu não me direcionar para algo que eu goste. (Eu fico bastante triste quando admito que algumas pessoas queridas irão partir num futuro próximo.)

- Viajei por uns tempos e me desabituei de fazer caminhadas. Fazer caminhada me faz bem e não demoro para ver os resultados. Mas me dá uma preguiça DESCOMUNAL quando chego em casa e tenho que sair para fazer caminhada.

- Não estou conseguindo fazer muita dieta/RA, não. Até tento, mas me descontrolo. Não estou me dedicando, me focando nisso, tenho de admitir. Não tô conseguindo sequer parar por 5 minutos para preparar um chá verde para tomar durante à tarde, por comodismo.
Olha, francamente, um dia desses comecei a pensar que não posso me privar de algumas coisas, que tenho realmente a necessidade de comer doces todos os dias. E agora estou tomando gosto de fazer coisas diferentes para comer - não exatamente de cozinhar - o que, sinceramente, não faz diferença em relação ao perigo de engordar, porque, se eu não faço coisas engordativas, eu compro! Então...

- Sabe quando você sente que não tem mais momentos de lazer, mas muitos, vários de obrigação e fica se sentindo meio deprimido por dentro - ainda que não compreenda as coisas tão claramente dessa forma? Pois é, eu estou assim. Trabalho bastante, procuro ocupar meu tempo livre estudando - até que gosto -, chega de final-de-semana e eu só quero descansar, morgar. Tipo, não tem uma diversão, uma alegria genuínas.

É isso. Não vale a pena fazer promessas do tipo "vou tentar escrever toda semana", porque vai que não dá certo e blog não pode ser mais uma obrigação. Mas, se ficar ou perceber que vou ficar muito tempo sem escrever, passo para dar uma satisfação.

Abraço a todas! Bom final-de-semana!


5 comentários:

Bel Manjericão disse...

Olá, apareceu, que bom!
Bom, já vi que é um momento cheio de reflexão para tomar decisões. Pense bem e que suas escolhas sejam ótimas para você, em vários sentidos da sua vida.

Bel Manjericão disse...

Olá, apareceu, que bom!
Bom, já vi que é um momento cheio de reflexão para tomar decisões. Pense bem e que suas escolhas sejam ótimas para você, em vários sentidos da sua vida.

Linda disse...

Olá!
Sou nova por aqui.
Adorei o blog. Você é muito sincera, coisa rara de se encontrar.
Mudanças sempre fazem bem. Dá medo de sair da nossa zona de conforto, mas como saber como será se não tentarmos não é? rs
Quando quiser, me faça uma visita.
Abraço!
http://linda-todaperfeita.blogspot.com.br/

Lora disse...

Oi! Mulher é complicado mesmo mudanças, mas se o objetivo é melhorar, que ótimo vá em frente, faça sua faculdade, estudo bem muito pro concurso público (estou me preparando há um ano pra algo da área juridica)

eu te add! Espero queda próxima vez que eu vier aqui vc não tenha sumido de novo!

eu gosto de blueberry! da geleia pelo menos! haha

Dáfni disse...

Miss Blueberry, percebi que vc não escrevia há tempos, mas como vc, eu também estava meio offline...

Olha, vou te dizer duas coisas:

1) emprego e profissão sempre vão cansar no dia-a-dia, mesmo que vc ame. Acho que o que precisa mudar são as expectativas altas em relação a eles. Falo por experiência, porque nesses tempos eu cheguei a cogitar que não quero mais ser professora - mas aí fazer o que da vida? Parece até um contrasenso no meu caso, que passei 10 anos estudando e uma vida inteira esperando pela posição que tenho hoje. Infelizmente, como tudo na vida, a minha profissão tem umas coisas bem chatas e uns dias bem ruins... mas no fim das contas, foi isso que escolhi e não vejo como seria mais realizada, na real.

2) vc não pode cortar todo o prazer da sua vida. De novo, falo por experiência própria, de reflexões muito recentes. Eu cortei tudo que me fazia mal mas que me dava prazer ao mesmo tempo. Fiquei infeliz e amargurada. Do que adianta, então? Super saudável e frustrada? Não, não! Faça concessões, do tipo "se eu caminhar hoje, posso comer chocolate". Vai ver que vai ficar mais leve.

Grande beijo, espero que vc fique bem! :)