terça-feira, 30 de junho de 2009

Para situações drásticas, medidas drásticas

Olá, amigas, como vão vocês? Espero que bem.

Vim aqui contar como têm sido meus dias.

Eu tenho um concurso para prestar daqui duas semanas. Assim, me permiti dar um tempo da academia, para ficar em casa estudando. Tem dado certo? Não. Mas não tem dado certo simplesmente porque ainda não deu aquele "click" para estudar desesperadamente, como se deve fazer antes de um concurso. Não tem nada a ver com eu fazer ou deixar de fazer academia. Mas, se estivesse indo normalmente, também me sentiria culpada.

O meu peso, nesse meio tempo, não mudou. Isso que é preocupante. Porque, por incrível que pareça, eu sinto que meu corpo mudou para melhor. As calças não estão tão apertadas. Eu acho que, em vez de emagrecer, estou é perdendo massa muscular e ficando mais flácida. E, assim, as minhas roupas ficam mais moldáveis.

Enfim, resolvi tomar remédio para "emagrecer". Explicando: eu faço tratamento para depressão e ansiedade e eu estava tomando uns remédios manipulados, pensando que, dessa forma, também ajudaria a controlar o apetite. Mas que nada! Tudo a mesma coisa ou pior. Então, resolvi ir ao médico amanhã e pedir outra receita, mas de remédios de laboratório, que são mais caros, mas pelo menos, fazem o paciente controlar o apetite, de verdade.

Eu não posso me arriscar a engordar mais nada. Estou com uma média de 66,5 kg! Há ANOS que não ficava tanto tempo com esse peso. Juro que tentei melhorar, mas não consegui. E o tempo meio que conspira contra: daqui três meses farei uma viagem *IMPORTANTÍSSIMA* em matéria acadêmica e profissional. Tenho que estar bem fisica e psicologicamente. E para ficar bem nos dois quesitos, tenho que estar magra, com uns 58, 59 kg. Não vou me arriscar mais deixando as coisas por minha conta. Pelo menos não por enquanto.

É isso, amigas. Daqui a pouco vou à academia, para nãoperder o que já conquistei.

Espero conseguir me organizar quanto aos meus compromissos e conseguir estudar bastante. Torçam por mim!

Um beijo a todas.

terça-feira, 23 de junho de 2009

Relato

Isto que vai abaixo foi escrito exatamente agora, no meio de uma crise:

No momento, estou me sentindo mal porque comi demais. Ponto. Pura e simplesmente.

Vou colocar aqui o meu cardápio do dia - algo que não costumo fazer:

Manhã: dois pães, um com manteiga e outro com geléia + café preto.

Almoço: arroz + salada de rúcula + creme de batatas + 3 bifes pequenos MUITO gordurosos + 1 pão francês + 1 copo de Coca-Cola + 1 chocolate pequeno ao leite.

Tarde: dois lanches naturais + 1 Chamyto

Noite: dois pedaços de pizza (calabresa e carioca) + 1 copo de suco de laranja + 1 flan de sobremesa .

(Devo dizer que só comi os dois pedaços de pizza porque veio uma visita aqui em casa, sem avisar, e tive que pedir algo para ela comer. E comi para acompanhá-la, no piloto automático. Por gentileza!)

Aí, vocês podem, secretamente, estar pensando: "Mas como é que você quer emagrecer desse jeito, minha filha?". Pois é, nem gosto de encarar esta realidade. Só tapando os olhos mesmo.

No último mês, eu mantive o peso: ora, oscilava o peso para baixo, ora voltava ao atual patamar de 66,5 kg.

QUANDO A GENTE FAZ RA E TÁ DANDO CERTO, PARECE QUE NADA VAI NOS DETER. MAS É SÓ DAR O PRIMEIRO ESCORREGÃO, A PRIMEIRA MORDIDA, O PRIMEIRO DESLIZE QUE LOGO TUDO VAI POR ÁGUA ABAIXO. Isso em 99,9% dos casos.

As boas notícias são que comer na escola virou coisa do passado e a academia está firme e forte.

Mas emagrecer assim, sem planejamento, sem remédios, sem nenhum auxílio, "naturalmente", eu tenho CERTEZA que não vou. Pode ser possível, mas não para mim atualmente.

E as roupas que eu gostaria de usar ficam lá, no sonho ou no guarda-roupa.

Ai, Deus, o que faço? =/

(Beijos.)

[On] Off

Nossa, fico enrolando para atualizar o blog e escrever aqui. Mas logo isso vai mudar. Aconteceram e acontecem muitas coisas, tanto as concretas quanto reflexões. Preciso contar aqui.

Nesse meio tempo, tenho lido todas. E estou adorando o blog da Vania ultimamente.

Prometo que até quinta, atualizo o blog.

Um beijo!