segunda-feira, 27 de junho de 2011

Still alive...

...and kicking* ;).

Eu havia prometido um post, ao menos, por semana, né? Na passada, porém, não houve, porque foi uma semana quebrada... E outros problemas pessoais também, infelizmente, que agora estão começando a se resolver.

Mas ste também não é um post de "verdade", mas só para quebrar o jejum e dizer que eu voltarei em breve, nos próximos dias.

Beijos e boa semana!

*referência a uma música do Simply Minds, "Alive and Kicking".

domingo, 12 de junho de 2011

Semana da organização

Olá, amigas, tudo bem? Por aqui, ok.

Engordei 100g nesta semana que passou. Não me matei de abusar (senão teria ganhado mais peso), mas também não fiz nada relevante. Fiquei alguns dias atrás de coisas para o provável emprego novo, foi a minha prioridade. Na sexta-feira, eu estava naquele esquema de chegar em casa, me esforçar para tomar banho e só! Sabem? Quando você não tem vontade nem de arrumar sua bolsa? Assim. E como os finais de semana têm passado rápido, né?

Enfim, nesta semana, decidi organizar umas coisas de casa e de estudos. Algo que eu tô planejando fazer há algum tempo.

Já fiz/organizei completamente:
- DVDs
- sapatos
- pagar o ingresso de um show para a mãe do meu amigo - que comprou com o cartão dela para todo mundo.

Já organizei parcialmente:
- material de estudo
- papéis "jogados" pelo escritório - como isso estressa, né?
-CDs

Ainda tenho que organizar tudo:
- fotos no mural do meu quarto
- livros
- E-l-a-b-o-r-a-ç-ã-o do presente do meu namorado para o aniversário de namoro, nos próximos dias. URGENTE
- Marcar umas sessões de massagem redutora que foram pagas há uns dias pelo ClickOn.

Também quero fazer, não necessariamente nesta semana:
- emoldurar umas réplicas de pinturas que tenho faz teeeempo, para enfeitar o meu quarto.
- reservar um hotel para uma viagem rápida na próxima semana. Espero que tenha vaga.
- Organizar os arquivos do computador. #ShootMe, hehehe. Mas isso eu vou demorar mais uns dias porque tenho que esperar chegar, até a próxima semana, um HD externo.

Além disso, tenho que refletir e planejar sobre o meu comportamento alimentar. Não é nada, não é nada engordar 100g, mas senti uma calça mais apertada e desconfortável...

É isso por hora, amigas.

Beijos e boa semana!

PS: Que saco esse blogger, hein? Mil problemas para todo mundo, né? Não consigo publicar certas partes da postagem em colorido ¬¬.




domingo, 5 de junho de 2011

De grão em grão...

Oi, meninas, tudo bem? Por aqui, tudo bem, tudo indo...

- Aquele problema do outro post foi deixado para trás. Não 100% resolvido, mas estou naquelas de pensar que logo vou sair desse trabalho.

- Emagreci, né, 400 gramas, mas vou contabilizar como meio quilo, hehehe. Peso atual: 71 kg. Taxa de gordura: 41,7%.

- Aconteceu uma coisa bem legal nesta semana: uma calça legging minha, tamanho M, estava apertada e desconfortável na última vez que eu usei. Coloquei-a na sexta e estava melhor, mais larga :).Justificar
- Tô comendo menos, com certeza. Tipo, realmente eu não estou me empanturrando. Mas sei que ando beliscando bastante.

- Nesta semana, irei atrás de resolver umas coisas para ver outro emprego. TORÇAM POR MIM, por favor.

- Não fiz caminhada na última semana. Primeiro porque estava atrás do detalhe do (se Deus quiser!) novo emprego. Segundo por causa do frio.

- Problemas chatos de novo com meu namorado... É, espero que tudo resulte no melhor possível, sem dor demais.

Acho que seja isso por ora.

Beijos!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Efeito rebote

Vejam como são as coisas: hoje de manhã eu pensei que deveria esquecer e relevar - perdoar, para resumir - umas ofensas que um cara do meu trabalho me fez. Vou chamá-lo aqui de "02" (como no filme Tropa de Elite, hehe).

Não acho legal explicar em detalhes, mas, digamos, que ele está tendo uma atitude patética por praticamente nada. Está me exigindo uma coisa absurda, por mesquinhez. Tivemos - eu contra ele e o chefe - uma discussão feia e bem desagradável cerca de um mês atrás. Ficou um clima chatíssimo por uns dias, mas as coisas voltaram ao normal, sem aquela atmosfera ruim.

Eu, desde a segunda semana nesse trabalho, me decepcionei com o chefe porque ele foi extremamente grosso comigo quando lhe fiz uma pergunta, porque estava interessada em saber os detalhes de um certo procedimento burocrático. Eu escutei mais grosserias dele, muita falta de educação e de respeito mesmo, nessa briga de um mês atrás. Mas não fiquei tão magoada com ele como fiquei com o 02. Acho que porque eu ADMIRAVA de verdade o 02, achava que ele era muito mais líder do que o chefe.

Desde o confronto, eu não conseguia voltar ao normal com o 02, fiquei meio fria, meio sem esperar nada. Para vocês verem o que é decepção... Mas aí, como estava me sentindo muito bem desde domingo - como comentei no último post -, eu cheguei a pensar que deveria deixar o assunto para lá, desculpar, que era passado, etc.

Não é que hoje o 02 trouxe à tona a mesma história??? E meio que tocou no assunto a partir de outro não relacionado, sabem? Eu, há uns bons tempos, não tenho levado desaforo para casa mesmo. Não levei nem do chefe. O 02 quis me colocar contra a parede e eu dei umas cortadas nele... E, sendo bem sincera, até eu me admiro da minha astúcia nessas horas, porque eu dou respostas certeiras MESMO. E, olha, francamente, ele merecia mais. Na hora que a coisa começou a piorar, ele até falou "Vamos encerrar o assunto."

MAS É CLARO QUE ISSO ABALOU MEU DIA, NÉ? Que fiquei pensando nisso por horas, que só fui melhorar depois de muito esforço, de me distrair na net, de conversar com meu terapeuta, com a minha mãe, com os meus amigos.

Minha mãe concorda que eu não estou errada, mas diz para eu ser mais humilde para conseguir as coisas de que preciso. Eu concordo, mas perco a paciência na hora. Meu psicólogo diz que já passou da hora de eu parar de dar tanta pelota para gente assim e para eu ir enrolando o assunto, já que provavelmente eu vou sair logo desse trabalho. Ele até usou uma metáfora muito boa: "O caminho é esse. Quando você quer sair de uma sala, você sai pela porta, porque é o mais sensato a fazer. Não adianta você querer tentar sair pela janela, pela veneziana. E para essa situação, o melhor a fazer é não deixar te afetar. Não adianta você querer fazer outra coisa."

E para conseguir isso? Em primeiro lugar, sei que não devo ficar remoendo a situação. Mas, sério, já até pensei numa defesa para um eventual contra-ataque - quando, talvez, o mais produtivo seja eu "fazer" a superior, falar que não quero discussão. Não gosto de brigar, mas, ao que parece, ainda não aprendi a ser diplomática quando levo patada - mesmo sabendo que discutir não me levou muito longe...

Ah, e para coroar, acho que falei umas coisas chatas para uma pessoa MUITO do bem lá do meu trabalho, antes de ir embora. Foi realmente sem querer, mas acho que eu não me deixei interpretar direito. Eu vou esclarecer as coisas com ela certinho amanhã.

Talvez esse texto esteja um enigma, né? Hehehe.

Bom, a alimentação foi bem tranqüila hoje. Sem grandes excessos. Eu me orgulho do quanto eu parei de comer tanto na hora do almoço. O próximo passo, me parece, vai ser um jeito de saciar a minha fome quando eu estiver fora, antes da aula. Fazer uns lanchinhos light e práticos. Devem existir, né?

Mas é isso, amigas. FELIZMENTE, a semana está passando rápido. "Graças a Deus", como diria um ex-professor meu, hehehe.

Beijos!